Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/9889
Título: Doenças do trato urinário em cães e gatos: um estudo retrospetivo da prescrição e resistência aos antibióticos
Autores: Martins, João Manuel Cardoso, orient.
Gutierrez, Rita de Cassia Anaya
Palavras-chave: MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA
VETERINÁRIA
MEDICINA VETERINÁRIA
CANÍDEOS
FELÍDEOS
CÃES
GATOS
DOENÇAS DO SISTEMA URINÁRIO
EPIDEMIOLOGIA
BACTÉRIAS
RESISTÊNCIA AOS ANTIBIÓTICOS
VETERINARY MEDICINE
CANIDS
FELIDS
DOGS
CATS
UROLOGIC DISEASES
EPIDEMIOLOGY
BACTERIA
ANTIMICROBIAL RESISTANCE
Data: 2019
Resumo: As doenças do trato urinário em cães e gatos representam uma boa parte dos atendimentos clínicos. As infeções urinárias são parte significante na prescrição de antibióticos, por vezes desnecessários, contribuindo para aumentar a resistência bacteriana. Para descrever a epidemiologia local de infeções urinárias e as suas apresentações, foram analisadas as fichas clínicas de 37 animais, sendo 23 cães e 15 gatos, após as amostras de urina serem submetidas a cultivo aeróbio, para classificar as doenças do trato urinário quando presentes, em relação à forma clínica, microrganismos isolados, perfil de resistência e tratamento. Foi identificado no isolamento bacteriano em 11 cães, sendo que 4 apresentaram cistite bacteriana esporádica, 6 com recorrente e 1 em que não foi possível a classificação. Foram isolados: E. coli, Staphylococcus spp., Enterobacter aerogenes e Proteus spp., com perfil fenotípico de resistência predominante AmpC (Ambler). Nos gatos, o isolamento foi obtido em 4, sendo 3 cistites esporádicas, 1 recorrente e 4 cistites idiopáticas felinas, todos com E. coli, com resistência AmpC em 1 amostra, 2 sem resistência aos antibióticos testados e 1 resistente a enrofloxacina e cefalotina. A correlação de piúria com o isolamento bacteriano foi inconsistente nos gatos e consistente nos cães; a de alterações ou doenças concomitantes foi inconsistente para ambos.
Dogs’ and cats’ urinary tract diseases represent most of clinical treatments. Urinary infections are a significant part on antibiotics’ prescription, sometimes unnecessary, helping to increase the bacteria’s resistance. In order to describe the local epidemiology of urinary infections and its presentations, thirty-seven animals, including twenty-three dogs and fifteen cats, had their clinical files analyzed after urine samples were submitted to aerobic culture in order to classify urinary tract diseases if present, in relation to the clinical form, isolated microorganisms, resistance profile, and treatment. Bacterial isolation was identified in eleven dogs, four of them with sporadic bacterial cystitis, six recurrent bacterial cystitis, and in one of the dogs it was not possible to classify bacterial cystitis. The isolated microorganisms were E. coli, Staphylococcus spp., Enterobacter aerogenes and Proteus spp. The predominant phenotypic profile of resistance was AmpC, according to the Ambler classification. Bacterial isolation was obtained in four cats, three sporadic cystitis, one recurrent cystitis and four idiopathic feline cystitis, all E. coli with phenotypic profile of AmpC resistance in one sample, two with no resistance to the tested antibiotics and one with resistance to enrofloxacin and cephalothin. The correlation of the presence of pyuria with bacterial isolation was inconsistent in cats and consistent in dogs. The correlation of concomitant changes or diseases was inconsistent for both cats and dogs.
Descrição: Orientação: João Manuel Cardoso Martins
URI: http://hdl.handle.net/10437/9889
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_Rita Gutierrez.CD final.pdfDissertação de Mestrado1.26 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.