Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/9610
Título: Stress e riscos psicossociais em cuidadores formais de idosos dependentes na vila de Fátima
Autores: Magalhães, José Manuel Guimarães de, orient.
Alves, Cátia Alexandra Branco
Palavras-chave: MESTRADO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
GESTÃO
MANAGEMENT
GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
HUMAN RESOURCES MANAGEMENT
STRESS
STRESS
ENVELHECIMENTO
AGEING
INSTITUIÇÕES DE SOLIDARIEDADE SOCIAL
SOCIAL WELFARE CHARITIES
TRABALHADORES
WORKERS
RISCOS PROFISSIONAIS
OCCUPATIONAL RISKS
IMPACTO PSICOSSOCIAL
PSYCHOSOCIAL IMPACT
COPSOQ
Data: 2018
Resumo: O envelhecimento da população está a obrigar a sociedade a criar respostas de apoio às situações de dependência, que têm tendência a aumentar. Surgem assim os cuidadores formais de idosos dependentes, os quais não passam imunes à (também) tendência da sociedade em sofrer as consequências dos riscos psicossociais do trabalho, sendo o principal, o stress. Este trabalho incide na avaliação dos riscos psicossociais e do stress dos cuidadores formais de idosos dependentes, nas IPSS da freguesia de Fátima. À amostra, composta por 53 cuidadores formais, foi aplicado um instrumento composto principalmente pelo COPSOQ II de Silva et al. (2012). Os resultados mostram que os fatores psicossociais em risco severo para a saúde dos cuidadores formais são as exigências cognitivas e emocionais e a influência no trabalho e simultaneamente existem baixos níveis de risco ao nível do stress e um grande número de fatores em situação favorável para a saúde.
The ageing of the population is forcing society to create responses in support of situations of dependency that are likely to increase. In this way, the formal caregivers of dependent elderly people, who are not immune to the (also) tendency of society to suffer the consequences of the psychosocial risks of work, the main one being the stress. This study focuses on the evaluation of the psychosocial risks and stress of caregivers of dependent elderly people, in the social institutions of the parish of Fátima. To the sample, composed of 53 formal caregivers, was applied an instrument composed essentially of COPSOQ II from Silva et al. (2012). The results show that the psychosocial factors at risk for the health of formal caregivers are cognitive and emotional demands and influence on work, while there are low levels of stress risk and a large number of factors that are favourable for health.
Descrição: Orientação: José Magalhães
URI: http://hdl.handle.net/10437/9610
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Gestão de Recursos Humanos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Catia Alves_2018_Dissertacao - Versao Final.pdfDissertação de Mestrado1.12 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.