Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/9524
Título: Cor : a definição do cinema como arte
Autores: Flores, Maria Teresa Silva Guerreiro Mendes, orient.
Hipólito, João Guilherme Furtado
Palavras-chave: MESTRADO EM ESTUDOS CINEMATOGRÁFICOS
AUDIOVISUAL
CINEMA
CORES
ARTE
PINTURA
ESPETÁCULOS
AUDIOVISUAL
CINEMA
COLORS
ART
PAINTING
SHOWS
Data: 2018
Resumo: Esta Dissertação pretende colocar em perspectiva a influência da descoberta, e consequente processo evolutivo da cor, como o elemento polarizador que ajudaria a elevar o estatuto artístico do filme nos primeiros anos do filme, até cerca de 1935. O que se tenta demonstrar aqui é a existência de um desejo histórico pela cor, que viria a desenvolver-se em inúmeros tipos de discurso sobre a mesma e que viriam a influenciar a criação/desenvolvimento da indústria cinematográfica, bem como a noção do objecto fílmico artístico. Esta obra acaba por se dividir em duas componentes. Uma que analisa a invenção dos processos técnicos de cor e seu impacto nos anos consequentes, e uma outra que pretende analisar os discursos formalistas do filme, de forma a perceber o impacto da presença da cor nos primeiros espectadores e potencialidades ou defeitos que os mesmos lhe associaram.
This dissertation aims to put in perspective the influence of the discovery of colour, in the early days of film due to 1935, and its evolving processes, as a polarizing element that would help to elevate the status of the film establishing it has an art form. The purpose is to show the existence of an historic desire for colour that would come to evolve in an notable amount of speeches about the presence of colour in films, and how it would come to influence the development of an film industry as well as the notion of an artistic film object. This project would become divided into two components. One that analyses the invention of colour’s technical processes and its impact in subsequent years, and a second one that aims to analyse the speeches from the film theories, in a way to understand the impact of colour presence in the first spectators and how they interpreted it.
Descrição: Orientação: Maria Teresa Silva Guerreiro Mendes Flores
URI: http://hdl.handle.net/10437/9524
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Estudos Cinematográficos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Mestrado Estudos Cinematográficos_João Hipólito_Cor_A Definiçao do Cinema como Arte.pdfDissertação de Mestrado1.75 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.