Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/9372
Título: Atividade física e doença oncológica: qualidade de vida dos sobreviventes e perceções dos oncologistas relativas à promoção de atividade física
Autores: Palmeira, António Labisa, orient.
Rodrigues, Bruno Alexandre da Conceição
Palavras-chave: MESTRADO EM EXERCÍCIO E BEM-ESTAR
DESPORTO
CANCRO
ATIVIDADE FÍSICA
ONCOLOGIA
QUALIDADE DE VIDA
SPORT
CANCER
PHYSICAL ACTIVITY
ONCOLOGY
QUALITY OF LIFE
Data: 2018
Resumo: Objetivo. A presente dissertação tem como principais objetos uma revisão sistemática da literatura (RSL) sobre a associação da atividade física (AF) e da qualidade de vida (QV) em sobreviventes de cancro hematológico e um estudo observacional transversal sobre as perceções e atitudes dos médicos oncologistas perante a AF e a sua promoção. Métodos. No caso da RSL foi realizada uma pesquisa nas bases de dados PubMed, SPORTDiscus e PsycINFO. No segundo estudo foi aplicado um questionário a 76 oncologistas. As perceções de competência, oportunidade, motivação comportamento e necessidade foram analisadas. Estatisticamente, foram utilizadas correlações de Pearson e de Spearman, regressão linear múltipla, teste-t, Wilcoxon-Mann-Whitney, qui quadrado e Monte Carlo. Resultados. Na RSL foram encontrados 6 estudos. Na sua generalidade os resultados verificaram uma associação positiva entre a prática de AF e a QV na população estudada, no entanto é necessário analisar estes resultados com cautela devido às diferenças metodológicas entre os estudos. No estudo transversal verificaram-se perceções de capacidade e oportunidade baixas e perceções de motivação e necessidade altas. Foi ainda verificado que a maioria dos oncologistas fala sobre AF com os pacientes, mas o mesmo não acontece com o exercício físico estruturado. Verificou-se uma necessidade de melhoria dos serviços de oncologia ao nível da promoção de exercício físico. Conclusão. A AF parece melhorar a qualidade de vida, mesmo em sobreviventes de um tipo de cancro muito concreto, como o hematológico. Os oncologistas têm essa noção mesmo em outros cancros, mas sentem dificuldades no que toca à sua promoção. Uma melhoria dos serviços de oncologia a esse nível seria bem-vinda e a presença dos fisiologistas do exercício nas mesmas seria uma mais-valia.
Objective. The present dissertation has as main objects a systematic review of the literature (SRL) on the association of physical activity (PA) and quality of life (QoL) in hematologic cancer survivors and an observational cross-sectional study about the perceptions and attitudes of oncologists about PA and its promotion. Methods. In the case of SRL, a search was performed on the PubMed, SPORTDiscus and PsycINFO databases. In the second study, a questionnaire was applied to 76 oncologists. The perceptions of competence, opportunity, motivation, behavior and needs were analyzed. Statistically, Pearson and Spearman correlations, multiple linear regression, t-test, Wilcoxon-Mann-Whitney, chi-square and Monte Carlo were used. Results. In the SRL, 6 studies were found. In general, the results showed a positive association between the practice of PA and QoL in the studied population, however, it is necessary to analyze these results with caution due to the methodological differences between the studies. In the cross-sectional study, perceptions of low capacity and opportunity and perceptions of high motivation and needs were found. It was also verified that most oncologists talk about PA with patients, but the same doesn’t happen with structured physical exercise. There was a need for improvement of oncology services in the promotion of physical exercise. Conclusion. PA looks improve the QoL, even for survivors of a very specific type of cancer, such as the hematologic. Oncologists have this notion even in other cancers, but they have difficulty to promote it. An improvement in oncology services at this level would be welcome, and the presence of exercise physiologists in them would be a good thing.
Descrição: Orientação: António João Labisa da Solva Palmeira ; co-orientação: Ana Catarina de Guimarães Ribeiro
URI: http://hdl.handle.net/10437/9372
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Exercício e Bem-Estar

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ATIVIDADE FÍSICA E DOENÇA ONCOLÓGICA - QUALIDADE DE VIDA DOS SOBREVIVENTES E PERCEÇÕES DOS ONCOLOGISTAS RELATIVAS À PROMO~1.pdfDissertação de Mestrado974.31 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.