Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/9257
Título: Habitastério : um sistema conceptual para a habitação : uma relação: habitação -habitante - lugar, num fragmento temporal
Autores: Neto, Sandra Morgado, orient.
Arco, Raul Fernando Reprezas
Palavras-chave: MESTRADO INTEGRADO EM ARQUITETURA
ARQUITETURA
HABITAÇÃO
ESPAÇOS HABITACIONAIS
FLEXIBILIDADE
IDENTIDADE
SUSTENTABILIDADE
ARCHITECTURE
HOUSING
LIVING SPACES
FLEXIBILITY
IDENTITY
SUSTAINABILITY
Data: 2016
Resumo: Esta dissertação aborda o tema da habitação na perspectiva da relação: habitação-habitante-lugar, num fragmento temporal, e a sustentabilidade dos sistemas e materiais construtivos adotados na produção habitacional. Além de pretender contribuir para a reflexão e discussão sobre as características da habitação, que viabilizem a sua compatibilidade com as atuais necessidades habitacionais, do habitante e visando a imprevisibilidade do futuro, pretende-se também demonstrar e verificar, a capacidade de resposta das características espaciais e arquitetónicas introduzidas na conceptualização do modelo habitacional selecionado para este trabalho, como possíveis respostas a três problemáticas identificadas na atual habitação maioritariamente disponibilizada, produzida e em produção. Relação: Habitação-Habitante A maioria das habitações disponíveis, no atual parque habitacional, apresenta uma limitada e condicionada capacidade espacial a alterações de uso e apropriação que o habitante possa entender, por diferentes necessidades ou intenções. Entre outros possíveis entendimentos, a conceptualização sobre considerações desatualizadas, ou sob confortáveis inércias e excessivas predeterminações detalhadas, de usos e funções. Por isso, carentes de adaptabilidade ou flexibilidade, a alterações futuras que o habitante entenda de serem introduzidas. Maioritariamente concebidas para um modelo de família, tradicional, que já não sendo paradigmático, face aos diferentes modelos familiares que surgem, compostos por grupos heterogéneos - género e número - consanguíneos ou não, de indivíduos em coabitação e com, possíveis e diferentes, permanências temporais. Para responder a esta problemática considerou-se operar sobre o espaço habitacional, introduzindo-lhe características espaciais que viabilizem vários esquemas funcionais e também permitam ao habitante decidir livremente os usos e funções das diferentes espacialidades da habitação, ou introduzir alterações, com um mínimo de complexidade técnica e económica. As principais características conceptuais consideradas são: Adaptabilidade, Flexibilidade, Polivalência, Interpretabilidade. Relação: Habitação-Lugar A habitação representa uma das expressões mais visíveis da identidade cultural – também tecnológica e social – que define cada uma das diferentes sociedades que compõem a humanidade e cuja heterogeneidade, entre outras condições, são fundamentais para a sobrevivência da Humanidade. Dinâmicas globalizadoras de diferentes áreas, como por exemplo: económica, social ou tecnológica, que ameaçam sociedades e culturas minoritárias ou regionais sem respeitarem o legado histórico-cultural, único de cada lugar e de cada sociedade, preterindo-o a modas e conveniências bem promovidas, refletindo-se maioritariamente em duas vertentes: - Congelamento de uma identidade e de um modo de vida, museuficação para consumo turístico. -Absorção cultural e social de identidades – únicas -, e da própria sociedade, com total extinção de referências genéticas e culturais. A operatividade adotada como resposta a esta problemática incide sobre a preservação e modernização do espirito do lugar – a noção romana de Genius Loci –, considerando-se para isso: as existências naturais e artificiais da envolvente, através da manipulação arquitetónica concebida de modo a contextualizar a habitação resultante, com o lugar e com o tempo - o espirito do tempo, Zeitgeist. Operou-se para o efeito sobre a desconstrução formal dos volumes vernaculares adotados, seguida pela reorganização dos elementos resultantes de modo a permitir, uma leitura alternativa, isenta de mimetismos e promotora de eventuais, habitações imaginárias. Sustentabilidade do sistema construtivo e materiais A indústria que suporta a produção da habitação tem grandes responsabilidades, direta-indiretamente, no impacte ambiental, entre outras causalidades: o crescimento das cidades, a produção de cimentos e outros produtos industrialmente processados, bem com a produção de resíduos. A operatividade considerada neste trabalho como possível resposta a esta problemática, adota a sustentabilidade construtiva como parte integrante de todo o processo conceptual a fim de garantir ou contribuir para uma qualidade ambiental na atualidade com reflexos no futuro. Para a minimização do inevitável impacte ambiental provocado pela indústria da construção habitacional, este trabalho promove, adota e prioriza a utilização e aplicação das novas tecnologias disponíveis, em complemento com técnicas e materiais ancestrais de baixo nível impacte ambiental, como por exemplo a taipa, os adobes ou os BTC`s em detrimento da utilização de materiais e sistemas construtivos com elevado nível de impacte ambiental como por exemplo os produtos industrialmente processados como cimento tipo Portland utilizado também na produção de betão, os tijolos cerâmicos – industriais - ou derivados de petróleo como por exemplo as telas de impermeabilização asfálticas. A interpretação de conceitos e princípios – aos ombros de gigantes – de autores com trabalhos de referência sobre esta temática, entre outros: Lerup, Habraken, Leupen, Hertzberger, Norberg Schulz, Raul Lino ou Nietzsche, recolhidos durante a investigação sobre o tema habitação, foram adotados, adaptados e introduzidos no modelo selecionado para a verificação das características da habitação entendidas de responderem às problemáticas referidas, e que se apresenta neste trabalho sob o título: HABITASTÉRIO. Um sistema conceptual para a Habitação - Uma relação: habitação-habitante-lugar, num fragmento temporal.
The housing approach of this academic dissertation, it`s developed on a perspective to relate: Housing – Habitant – Place, on a temporal fragment and the sustainability of materials and building systems. Despite the pretended contribution for dialogue, reflexion and discussion about housing specifications, for new ways of life and dwell modes and new housing needs, preview for the unknown future, it pretends also to verify, as a possible answer - with the spatial abilities introduced by architecture specifications in the selected model – for the following understood problems in most of the available housing, produced and under production. Housing-Habitant relation The housing`s most available types, produce and under production, features limited ability for changes or new uses or appropriations by the habitant`s different needs that he may experiment through the inhabit time. Most of housing`s concepts seems to be over time passed considerations, or comfortable inertias, and excessively detailed functions and uses - and there for: no adaptability or flexibility for further changes of spatiality’s uses, and also, the housing majority it`s preview for a traditional family model that is no more paradigmatic of the cohabitant group model. They featured not compatible with new rising models of heterogeneous groups of persons in cohabitation, with different kinds of inter-relations, independently of their number or genus and temporal inhabits. For the above mentioned housing problems, a possible answer feature by this work`s proposal intends to introduce in the housing concept, the spatial abilities and architecture specifications for freely habitant`s option of uses, appropriation, functions or changes – minimizing the techno-economic complexity - with no imposed or inflexible formal organization, in order to aloud different scheme`s options, through: Versatility, Adaptability, Flexibility, Understand ability. Housing-Site relation The housing is one of the most well seen expressions of a cultural identity – also technical and social - which defines each different society, their total, is the mankind, and which survival depends of guarantee several conditions, among others: the housing itself and the heterogeneous cultural riches, feature fundamental for the mankind existence. Globalizing dynamics from different areas – economics, social, cultural, among others - threats minor regional cultures, with no respect by the history, unique, of each society, following well promoted fashions or conveniences, reflected in two aspects: - Frost of an identity and it`s way of life for touristic proposes - museum standard procedures. - Absorbed cultural and social identities - unique – with completely lost of genetic and cultural references of singular societies. The adopted considerations for this problem`s answer, it`s pretended to preserve and to modernize the place`s spirit – the roman notion Genius Loci - to consider the natural and build enveloping and the spirit of the time – the germany notion Zeitgeist. For this goal the conceptuality considered to operate over the formal dismount, of vernacular housing volumes following the reorganization of the resulted elements for different and alternative, readings and interpretations, eventually, to quicken the imagination of new housing. The sustainability of building systems and materials The construction sector has a great responsibility, due to the direct and indirect impact it has on the environment, among others reasons: the growth of the cities; the production of cement, and other industrial material; building residues. To operate according a possible answer to this problem, the sustainability is adopted as constant in all the conceptual development housing to the guaranty and contribution for the today`s habitat quality reflected in the future. To minimize the inevitable environment impact of the housing`s building industry, this work promotes, adopt, priories the use of the new available technologies, together and complemented with ancestral techniques of low rate environment impact as mud walls –taipa – wood structure or adobes, the detriment of high rate environment impact materials and building systems as for example: concrete; Portland type cement; industrial ceramic bricks; asphaltic waterproof membranes. From the information research and data developed, the conceptual considerations adopted to produce this work, identify as: HABITASTÉRIO – an habitation concept system for housing – a relation: Housing-Habitant-Place, on a temporal fragment, was support – on the shoulders of giants – by referenced authors on this subject, with published and built works, among others: Raul Lino, Norberg-Schulz Lerup, Habraken, Leupen, Hertzberger, ou Nietzsche.
Descrição: Orientação: Sandra Morgado Neto
URI: http://hdl.handle.net/10437/9257
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Arquitetura

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Raul Arco RECIL.pdfDissertação de Mestrado11.32 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.