Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/8768
Título: Adenocarcinoma das glândulas apócrinas dos sacos anais em cães
Autores: Oliveira, Joana Cristina Tavares de, orient.
Freire, Madalena Nogueira Dias
Palavras-chave: MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA
VETERINÁRIA
MEDICINA VETERINÁRIA
CANÍDEOS
CÃES
ADENOCARCINOMA
HIPERCALCEMIA
NEOPLASIAS
PELE
CASOS CLÍNICOS
TERAPÊUTICAS
VETERINARY MEDICINE
CANIDS
DOGS
ADENOCARCINOMA
HYPERCALCEMIA
NEOPLASMS
SKIN
CASE REPORTS
THERAPEUTICS
GLÂNDULAS APÓCRINAS
SACOS ANAIS
APOCRINE GLANDS
ANAL SACS
Data: 2018
Resumo: O adenocarcinoma das glândulas apócrinas dos sacos anais em cães é uma neoplasia de carácter maligno, com taxas de metastização de 36 até 96%. O objectivo deste estudo foi comparar os métodos de condução de casos de adenocarcinoma das glândulas apócrinas dos sacos anais num hospital de referência, em cirurgia de tecidos moles, no Reino Unido, com a metodologia descrita na literatura de evidência médica atual. O presente estudo incluiu a documentação de 4 casos de cães presentes à consulta de especialidade cirúrgica com queixa compatível com adenocarcinoma das glândulas apócrinas dos sacos anais no hospital veterinário Rosemary Lodge. Dois dos pacientes eram da raça Labrador Retriever, que pode ter sido devido à popularidade da raça em Inglaterra. A maioria dos sinais clínicos não eram específicos nem sistémicos, no entanto todos os pacientes apresentaram hipercalcémia nas análises clínicas, o que está descrito como um síndrome paraneoplásico neste tipo de tumor. Neste estudo constatou-se que os casos de AGASA foram conduzidos apenas com uma abordagem cirúrgica, não tendo sido submetidos a tratamento adjuvante segundo as guidelines recomendadas pelos especialistas em Oncologia. Conclui-se que é necessário consciencializar a comunidade veterinária, de forma a que os casos oncológicos sejam uniformemente referenciados para tratamentos adjuvantes ou coadjuvantes como descritos na literatura médica.
Apocrine gland anal sac adenocarcinoma (AGASAC) in dogs is a malignant neoplasm with metastatic rates described from 36 to 96%. The goal of this study was to compare the approach on cases of apocrine glands of the anal sac adenocarcinoma from a Soft Tissue Referral hospital, in the United Kingdom, with the approach described in the evidence-based literature. The present study consisted on the description of 4 canine clinical cases that were presented to a Soft Tissue Surgery referral consultation at the Veterinary Hospital Rosemary Lodge with a complaint compatible with apocrine glands anal sac adenocarcinoma. Two pacients were of the Labrador Retriever breed, which may have been due to the breed popularity in United Kingdom. Clinical signs were often nonspecific nor systemic, although all the pacients presented hypercalcemia in the blood work, which has been described as a paraneoplasic syndrome in this type of tumour. In this study, it was found that the cases of AGASAC were conducted on a surgical approach only, and didn´t receive adjuvant treatment following the current oncology guidelines. Is has been sugested that it is necessary to increase awareness, so that oncology cases should be referred for adjuvant treatments as described in medical literature.
Descrição: Orientação: Joana de Oliveira ; co-orientação: Ana Rita Serras
URI: http://hdl.handle.net/10437/8768
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Madalena Freire.pdfDissertação de mestrado1.27 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.