Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/8095
Título: Characterization of 167 dog aggression situations in Avignon, France
Autores: Matos, Raquel, orient.
Pereira, Gonçalo da Graça, orient. externo
Godinho, Ivo Alexandre Carretero Monteiro
Palavras-chave: MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA
MEDICINA VETERINÁRIA
VETERINÁRIA
CÃES
AGRESSIVIDADE
ESTUDOS DE CASO
VETERINARY MEDICINE
DOGS
AGGRESSIVENESS
CASE STUDIES
CANÍDEOS
CANIDS
COMPORTAMENTO ANIMAL
ANIMAL BEHAVIOUR
Data: 2017
Resumo: Os autores deste estudo retrospetivo analisaram 167 situações de agressão canina, provenientes de 59 cães, de uma clinica especializada em comportamento animal em Coustellet, França. As situações de agressão foram interpretadas com recurso ao “Triggering aggression situation scheme” (TASS) e classificadas em relação às vítimas, grau de perigo e problemas comportamentais do cão. Foram identificadas quatro situações particularmente perigosas: “contacto positivo”, “manipulações forçadas”, “entrar ou sair de um local” e “passar perto do cão”. As vítimas foram maioritariamente adultos que coabitavam com o cão agressor. A análise às crianças agredidas, grupo de indivíduos caracterizado como mais frágil, permitiu identificar várias situações de risco, como por exemplo, “interações positivas”. A maior parte dos cães apresentava um perfil assertivo mas determinadas situações, como “contacto físico” e “entrar ou sair de um local”, registaram uma maior prevalência de cães com perfil de falta de autocontrolo. O TASS está ainda numa fase inicial de desenvolvimento mas tem potencial para ser aplicado por cientistas, para melhor compreender a agressividade canina, e por veterinários e comportamentalistas no auxílio ao diagnóstico e prevenção de agressividade em cães.
The authors of this study present the results of a retrospective study using 167 aggression situations from 59 dogs provided by a behaviour referral practice in Coustellet, France. The aggression situations were interpreted using the Triggering aggression situation scheme (TASS) and classified according to victim, risk of injury and dog’s behaviour profile. Four situations were identified as particularly dangerous: “positive interactions”, “forced manipulations”, “entering or leaving a place” and “passing near the dog”. Most victims were adults and family members although some situations, like “positive interactions”, showed a high incidence of attacks on children. Assertive dogs were predominant in all analysed situations but specific situations like “physical contact” and “entering or leaving a place” showed a high incidence of fearful dogs and others of lacking self-control dogs, like “giving a command”, “simply by being present” or when “passing near the dog”. TASS is still being developed but it shows great potential to be used by scientists to better understand canine aggression and by behaviourists in the prevention and diagnosis of aggressive behaviour and related problems.
Descrição: Orientação : Raquel Matos ; orientação externa : Gonçalo da Graça Pereira
URI: http://hdl.handle.net/10437/8095
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese de Mestrado - Ivo Carretero.pdfDissertação de Mestrado3.39 MBAdobe PDFVer/Abrir
Resumo Tese (PT) - Ivo Carretero.pdfResumo da Dissertação (pt)265.75 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.