Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/7839
Título: Percepção de stress, apoio social e qualidade de vida em jovens e adultos com condições crónicas de saúde
Autores: Silva, Neuza, orient.
Brandão, Maria Madalena Codeço
Palavras-chave: MESTRADO EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE
PSICOLOGIA
PSICOLOGIA DA SAÚDE
SAÚDE
JOVENS ADULTOS
ADULTOS
APOIO SOCIAL
STRESS
QUALIDADE DE VIDA
PSYCHOLOGY
HEALTH PSYCHOLOGY
HEALTH
YOUNG ADULTS
ADULTS
SOCIAL SUPPORT
STRESS
QUALITY OF LIFE
Data: 2016
Resumo: Objectivos: O presente estudo pretendeu comparar a percepção de stress associado às condições crónica de saúde, o apoio social e a qualidade de vida (QdV) entre diferentes grupos etários e analisar o efeito protector do apoio social no impacto negativo da percepção de stress associado à condição crónica de saúde na QdV em duas etapas desenvolvimentais distintas. Método: A amostra foi constituída por 84 jovens (18-25 anos) e 79 adultos (26-64 anos) com diagnóstico de uma condição crónica de saúde. Os participantes preencheram um questionário de dados sociodemográficos e clínicos e instrumentos de avaliação do stress percebido (Stress Appraisal Measure), apoio social (Escala de Satisfação com o Suporte Social) e QdV (EUROHIS-QOL-8). Resultados: Os resultados revelaram que não existem diferenças no stress percebido, satisfação com o apoio social e níveis de QdV entre os grupos etários. O stress percebido teve um efeito negativo e o apoio social teve um efeito positivo na QdV e estes efeitos principais foram invariantes entre os grupos etários. Conclusão: Estes resultados vêm reforçar a importância de avançar com estratégias de intervenção focadas na promoção do apoio social e na redução do stress de forma a facilitar a adaptação às condições de saúde em ambos os grupos etários.
Objectives. The present study was aimed at comparing the appraisal of disease-related stress, social support and quality of life (QoL) between two different age groups, as well as the protective role of social support on the negative effects of stress appraisal on QoL, taking into account the moderating role of developmental stage. Method. The sample included 84 youths (18-25 years-old) and 79 adults (26-64 years-old) with a clinical diagnosis of a chronic health condition. The participants completed a sociodemographic and clinical datasheet, as well as self-reported measures of stress (Stress Appraisal Measure), social support (Satisfaction with Social Support Scale) and QoL (EUROHIS-QOL-8). Results. The results revealed no significant differences on stress appraisal, satisfaction with the social support and levels of QoL between among youths and adults. The stress appraisal had a negative main effect and the social support a positive main effect on QoL and these main effects were invariant among age groups. Conclusion. These results reinforce the importance of developing intervention strategies focused on promotion of social support and on stress decrease, in order to facilitate the adaptation to the chronic health condition in both age groups.
Descrição: Orientação: Neuza Silva
URI: http://hdl.handle.net/10437/7839
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Madalena_VFinalissima.pdfDissertação de Mestrado515.55 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.