Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/7635
Título: 7. Teosofia Antiga e Moderna
Autores: Lindemann, Ricardo
Anacleto, José Manuel
Marchesini, Otávio
Baptista, Erlinda Martins
Almirall, Juan
Palavras-chave: RELIGION
WESTERN ESOTERICISM
SYMBOLISM
THEOSOPHY
RELIGIÃO
ESOTERISMO OCIDENTAL
SIMBOLISMO
TEOSOFIA
Data:  16
Resumo: O Simpósio/Painel Temático sobre Teosofia Antiga e Moderna tem por objetivo apresentar pesquisa opcional em três subdivisões de área temática: (i) A Teosofia Antiga ocidental, conforme sua origem grega possivelmente remota em Pitágoras e Platão, ou mais recente no Neoplatonismo Alexandrino (Século III dC, significando literalmente “Sabedoria Divina”) a partir de Amônio Sacas, Plotino, Jâmbico, Proclo, Orígenes de Alexandria, entre outros, e suas possíveis correlações orientais, principalmente no Hinduísmo, Vedanta, Yoga e Budismo; (ii) A Teosofia Moderna, principalmente a partir de Blavatsky e da fundação em 17/nov./1875 da Sociedade de Teosófica (e suas derivações: Maçonaria Mista Internacional, Igreja Católica Liberal, etc.) encorajando o estudo comparativo de Religião, Filosofia e Ciência, investigando principalmente A Doutrina Secreta e suas proposições fundamentais, as Cartas dos Mahatmas, em temas como a relação entre o Absoluto, o Logos ou Deus, as Leis de Periodicidade, Reencarnação, Karma, Evolução e o Plano Divino; autores como Besant, Leadbeater, Jinarajadasa, Sri Ram, Taimni, Krishnamurti, entre outros, e em obras traduzidas por Fernando Pessoa como Ideais da Teosofia, A Voz do Silêncio, Introdução ao Yoga, etc. ; (iii) As correlações ou correspondências entre A Teosofia Antiga e a Moderna e sua possível unidade.  
Descrição: O Simpósio/Painel Temático sobre Teosofia Antiga e Moderna tem por objetivo apresentar pesquisa opcional em três subdivisões de área temática: (i) A Teosofia Antiga ocidental, conforme sua origem grega possivelmente remota em Pitágoras e Platão, ou mais recente no Neoplatonismo Alexandrino (Século III dC, significando literalmente “Sabedoria Divina”) a partir de Amônio Sacas, Plotino, Jâmbico, Proclo, Orígenes de Alexandria, entre outros, e suas possíveis correlações orientais, principalmente no Hinduísmo, Vedanta, Yoga e Budismo; (ii) A Teosofia Moderna, principalmente a partir de Blavatsky e da fundação em 17/nov./1875 da Sociedade de Teosófica (e suas derivações: Maçonaria Mista Internacional, Igreja Católica Liberal, etc.) encorajando o estudo comparativo de Religião, Filosofia e Ciência, investigando principalmente A Doutrina Secreta e suas proposições fundamentais, as Cartas dos Mahatmas, em temas como a relação entre o Absoluto, o Logos ou Deus, as Leis de Periodicidade, Reencarnação, Karma, Evolução e o Plano Divino; autores como Besant, Leadbeater, Jinarajadasa, Sri Ram, Taimni, Krishnamurti, entre outros, e em obras traduzidas por Fernando Pessoa como Ideais da Teosofia, A Voz do Silêncio, Introdução ao Yoga, etc. ; (iii) As correlações ou correspondências entre A Teosofia Antiga e a Moderna e sua possível unidade.  
URI: http://hdl.handle.net/10437/7635
ISBN: 978-989-757-048-3
Aparece nas colecções:Departamento de Ciência das Religiões - Atas de Conferências Nacionais

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ata Teosofia Antiga e Moderna.pdf926.41 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.