Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/6613
Título: Avaliação da resposta à terapêutica citotóxica em tumores mamários em gatas
Autores: Alves, Margarida, orient.
Sousa, Inês Costa de
Palavras-chave: MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA
VETERINÁRIA
NEOPLASIAS
GATOS
TERAPÊUTICAS
NEOPLASMS
CATS
THERAPEUTICS
FELÍDEOS
FELIDS
MEDICINA VETERINÁRIA
VETERINARY MEDICINE
DOXORRUBICINA
DOXORUBICIN
QUIMIOTERAPIA
CHEMOTHERAPY
Data: 2015
Resumo: Os tumores mamários são, frequentemente, observados na prática de medicina veterinária, sendo localmente invasivos e altamente metastáticos. Devido ao seu elevado potencial metastático, os doentes são, regra geral, tratados com quimioterapia adjuvante com base na doxorrubicina, existindo, todavia, poucos dados a comprovar o efeito desta estratégia. Com o presente trabalho pretendeu-se avaliar se a quimioterapia adjuvante com doxorrubicina ou a quimioterapia adjuvante com doxorrubicina mais um protocolo de resgate melhora a sobrevida de gatas com tumor mamário em comparação com gatas que apenas haviam sido submetidas a cirurgia. Assim, foram consultados os registos médicos de 82 gatas com neoplasia mamária, entre Janeiro de 2008 e Dezembro de 2013, apresentadas à consulta em dois hospitais de referência diferentes: o Centro Veterinário Berna, em Lisboa, e o Hospital Clínic Veterinari da Universitat Autònoma de Barcelona. Das 82 gatas observadas, 43 faziam parte do grupo de controlo, 31 foram submetidas a quimioterapia adjuvante com doxorrubicina e sete foram submetidas a um protocolo de resgate. O tempo de sobrevida médio destes grupos foi de 1030, 1238 e 1033 dias, respectivamente, não tendo, estes resultados, sido estatisticamente significativos. Os valores obtidos não evidenciaram benefícios na quimioterapia adjuvante ou no protocolo de resgate, comparativamente à cirurgia.
Mammary gland tumours are often observed in the practice of veterinary clinics, being locally invasive and highly metastatic. Because of its high metastatic potential, patients are often treated with adjuvant doxorubicin-based chemotherapy, although there is little data to evaluate the effect of this strategy. With the present work, we aimed to assess whether the adjuvant chemotherapy with doxorubicin or adjuvant chemotherapy with doxorubicin and rescue protocol further improves survival in female cats mammary tumors when compared to those who only underwent surgery. Between January 2008 and December 2013, medical records from 82 female cats with mammary neoplasia, seen at two reference veterinary hospitals – Centro Veterinário Berna, in Lisbon, and Hospital Clínic Veterinari de la Universitat Autònoma de Barcelona – were reviewed. Of the 82 cats observed, 43 were in the control group, 31 still underwent adjuvant chemotherapy with doxorubicin and seven were further subjected to a rescue protocol. The median survival time of these groups was 1030, 1238 and 1033 days, respectively. However, these results did not show statistical relevance. The results obtained did not show a benefit in the adjuvant chemotherapy or rescue protocol when compared to surgery.
Descrição: Orientação : Margarida Alves ; co-orientação : Joaquim Henriques
URI: http://hdl.handle.net/10437/6613
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de Mestrado (Ines Sousa).pdfDissertação de Mestrado1.04 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.