Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/621
Título: Mentores, Tutores e redes masculinas dominantes nas organizações
Autores: Reis, Helena Santos
Palavras-chave: COMUNICAÇÃO
SOCIOLOGIA ORGANIZACIONAL
SOCIOLOGIA DO TRABALHO
SOCIOLOGIA DO GÉNERO
Data: 2001
Editora: Edições Universitárias Lusófona
Resumo: Neste estudo começaremos por avaliar as estruturas materiais e simbólicas que facilitam ou dificultam as carreiras profissionais de mulheres nas organizações, como sejam o apadrinhamento individualizado (tutoria ou mentoring) ou, ainda, as redes masculinas de entreajuda e protectorado (homofilia). Esta é, na verdade, uma questão que se coloca a ambos os sexos mas que nos parece mais delicada para as mulheres, pois são estas, mais do que os homens, que acabam por conhecer o verdadeiro sentido dos “tectos de vidro”, ou seja, os múltiplos constrangimentos, nem sempre óbvios, que dificultam a sua mobilidade profissional. Recorreremos frequentemente a um estudo que realizámos em 2000 com agências de viagens, um sector da indústria do turismo com forte impacto na economia, e no qual procurámos compreender por que são tão acentuados os desequilíbrios no acesso e desenvolvimento de carreiras profissionais, nomeadamente à chefia de topo, por parte de mulheres.
URI: http://hdl.handle.net/10437/621
ISSN: 1645-2585
Aparece nas colecções:Caleidoscópio : Revista de Comunicação e Cultura nº 03 (2003)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
reis_mentorestutoresredes_#1de1.pdf85.82 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.