Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/6180
Título: Novas estratégias para o tratamento da alopécia
Autores: Reis, Catarina Pinto, orient.
Rebelo, Ana Santos
Palavras-chave: FARMACOLOGIA
MESTRADO INTEGRADO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS
ALOPÉCIA
TRATAMENTOS FARMACOLÓGICOS
MINOXIDIL
FINASTERIDA
NANOTECNOLOGIA
PHARMACOLOGY
ALOPECIA
PHARMACOLOGICAL TREATMENTS
MINOXIDIL
FINASTERIDE
NANOTECHNOLOGY
CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS
PHARMACEUTICAL SCIENCES
Data: 2015
Resumo: A alopécia é uma doença dermatológica inflamatória crónica comum que afeta os folículos pilosos e define-se pela perda parcial ou total dos pêlos ou cabelos. A sua etiologia e subsequente desenvolvimento não estão ainda totalmente esclarecidos. A alopécia androgenética, é a forma mais comum de perda de cabelo em ambos os sexos, sendo, por isso, o principal foco desta dissertação. É classificada como sendo uma alopécia não cicatricial e caracteriza-se por uma perda progressiva do diâmetro, comprimento, e pigmentação do cabelo. Os dois principais fatores causais deste distúrbio são os níveis de androgénios e fatores genéticos. Como consequência têm surgido inúmeros estudos que procuram estratégias e tratamentos mais eficazes e seguros para a terapêutica desta patologia. Sem tratamento, a alopécia androgenética é uma condição progressiva. Com o tratamento existente, habitualmente prescrito e com estudos mais alargados relativos à sua ação, eficácia e segurança, têm sido observadas melhorias significativas mas não curativas. O minoxidil tópico e finasteride oral, são os fármacos, até aos dias de hoje, mais utilizados no tratamento da alopécia androgenética, com taxas de sucesso significativas e clinicamente reconhecidas, embora haja uma procura contínua de novas estratégias para o tratamento desta patologia, algumas das quais serão referidas ao longo desta dissertação. 
Alopecia is a common chronic inflammatory skin disease, which affects the hair follicles and it describes a partial or total hair loss. Its etiology and subsequent development still not fully understood. Androgenetic alopecia, is the most common form of hair loss in both sexes and, therefore, the focus of this thesis. It is classified as a non-scarring alopecia and it is characterized by a progressive diameter, length, and hair pigmentation loss. Androgens levels and genetic factors are the two principal causes of this disorder. As consequence several studies searching strategies and treatments more safe and effective for the treatment of this pathology. Without treatment, androgenetic alopecia is a progressive condition. With the existing treatment, usually prescribed and with more studies about their action, efficacy and safety, have been observed significant but not curative improvements. Topical minoxidil and oral finasteride are the drugs, until the present day, most commonly prescribed for androgenetic alopecia treatment, with higher success rates, although there is a constant search for new treatments for this pathology, some of which will be referred in this dissertation.
Descrição: Orientação:Catarina Pinto Reis
URI: http://hdl.handle.net/10437/6180
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE FINAL.pdfDissertação de Mestrado785.25 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.