Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/5851
Título: Regulação da temperatura local da pele
Autores: Paixão, Paulo, orient.
Júlio, Nuno Miguel Pereira
Palavras-chave: CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS
MESTRADO INTEGRADO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS
PELE
TERMORREGULAÇÃO
VASODILATAÇÃO
VASOCONSTRIÇÃO
MICROCIRCULAÇÃO CUTÂNEA
MICROCIRCULATION
SKIN
THERMOREGULATION
VASODILATION
VASOCONSTRICTION
PHARMACEUTICAL SCIENCES
Data: 2014
Resumo: O controlo da termorregulação assim, como o aquecimento e arrefecimento da pele influenciam o nível de fluxo sanguíneo a que a pele está sujeita. As alterações ou variações da temperatura local produzem um efeito de vasoconstrição ou de vasodilatação na pele. Este efeito, é o resultado de um conjunto de mecanismos como a activação dos receptores adrenérgicos, a resposta endotelial e sistemas sensoriais. Tanto a fase de vasodilatação como a fase de vasoconstrição da pele, são suportadas por transmissores simpáticos, e controlo nervoso local. Como consequência do aquecimento local verifica-se uma vasodilatação transitória através de um reflexo axonal, seguida de uma fase de “plateau”, em grande parte devido à presença de óxido nítrico. Após a fase de planalto ou “plateau” dá-se um fenómeno designado de “die-away”, que corresponde a uma lenta inversão da vasodilatação que está dependente dos nervos simpáticos vasoconstritores. A fase de vasoconstrição com consequente arrefecimento da temperatura local cutânea é originada por uma sobre-regulação pós-sináptica de α2C-adrenérgico, assim como pela inibição do sistema de óxido nítrico. [3] A termorregulação enquanto controlo da circulação sanguinea na pele humana é de extrema importância com vista a manter uma temperatura corporal normal durante variações da homeostase térmica. [2] Os principais objectivos desta monografia são efectuar uma revisão sobre a regulação da temperatura local da pele, abordando conceitos como a microcirculação cutânea identificando os locais onde se faz a regulação, passando pelo mecanismo de termorregulação local, comparando-o com o central, sem esquecer a importância do óxido nítrico em todo o processo. No que respeita à metodologia utilizada neste trabalho, esta recaiu essencialmente numa pesquisa bibliográfica utilizando o motor de busca pubmed, onde foi essencial a consulta de artigos recentemente publicados. Foram igualmente utilizadas outras fontes de informação como livros científicos relacionados com o tema.
Descrição: Orientação: Paulo Paixão
URI: http://hdl.handle.net/10437/5851
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese_nuno final word corrigida FINAL.pdfDissertação de Mestrado751.26 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.