Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/4761
Título: Estudo da susceptibilidade aos antimicrobianos de estirpes de brucella suis
Autores: Sá, Maria Inácia Corrêa de, orient.
Simões, Ana Sofia Mourão
Palavras-chave: VETERINÁRIA
BRUCELOSE
BRUCELLOSIS
MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA
ANTIMICROBIANOS
ANTIMICROBIAL
MEDICINA VETERINÁRIA
VETERINARY MEDICINE
BACTERIOLOGIA VETERINÁRIA
VETERINARY BACTERIOLOGY
Data: 2013
Resumo: A brucelose é uma zoonose de distribuição mundial e representa um importante problema de saúde pública em muitos países em desenvolvimento. Preocupante é, também, a emergência da resistência bacteriana aos antimicrobianos, a nível mundial. Do nosso conhecimento, em Portugal, não existem estudos publicados sobre a susceptibilidade in vitro de Brucella spp a antimicrobianos. O presente estudo teve como objectivo a avaliação da susceptibilidade aos antimicrobianos de Brucella suis e sua comparação com estirpes de Brucella melitensis e Brucella abortus. Para tal, foi determinada em 89 estirpes bacterianas (75 de B. suis, 11 de B. melitensis e 3 de B. abortus) a Concentração Mínima Inibitória para a tetraciclina, doxiciclina, estreptomicina, gentamicina, trimetoprim, sulfametoxazol, rifampicina e polimixina-B. A maioria das estirpes em estudo mostrou ser suscetível à tetraciclina, doxiciclina, gentamicina, estreptomicina e rifampicina. Detectaram-se diferenças significativas na susceptibilidade entre as várias espécies e biovares à polimixina-B. Uma estirpe de campo de B. suis biovar 2 revelou um comportamento atípico em relação à estreptomicina, gentamicina e rifampicina. Sugere-se, como trabalho futuro, o estudo mais aprofundado desta estirpe, a nível molecular, para detecção de genes responsáveis pelo seu comportamento face aos antimicrobianos em questão. Os resultados obtidos poderão servir como base de dados e de comparação por parte de outros autores, em estudos futuros.
Brucellosis is a zoonosis with a worldwide distribution and represents an important issue of public health in some developing countries. The emergence of bacterial resistance to antimicrobials is also of great concern. To our knowledge, in Portugal, there are no published studies about the in vitro susceptibility of Brucella spp to antimicrobials. The aim of the present study was the evaluation of antimicrobial susceptibility of Brucella suis strains and its comparison to strains of Brucella melitensis and Brucella abortus. The Minimal Inhibitory Concentration was determined for a total of 89 Brucella strains (75 B. suis, 11 B. melitensis and 3 B. abortus strains) to tetracycline, doxycycline, streptomycin, gentamicin, trimetoprim, sulfametoxazol, rifampicin and polimixin-B. In this study, most strains were susceptible to tetracycline, doxycycline, streptomycin, gentamicin and rifampicin. Significant differences were found in susceptibility between species and biovars to polimixin-B. One isolate of B. suis biovar 2 showed an atypical behavior to streptomycin, gentamicin and rifampicin. Further studies are suggested, towards the investigation of this isolate, at a molecular level, in order to detect the encoding genes responsible for this antimicrobial phenotype. The results obtained will be available for consultation and comparison by other authors, in future studies.
Descrição: Orientação : Maria Inácia Corrêa de Sá ; co-orientação : Margarida Alves
URI: http://hdl.handle.net/10437/4761
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Ana_Simões.pdf999.89 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.