Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/3971
Título: Vulnerabilidade ao Stresse Profissional e Qualidade de Vida no Trabalho : Estudo empírico numa amostra de cuidadores/as formais de pessoas portadoras de deficiência
Autores: Magalhães, José Manuel Guimarães de, orient.
Caçote, Cláudia Marques
Palavras-chave: PSICOLOGIA
PSICOLOGIA SOCIAL
QUALIDADE DE VIDA
GESTÃO DE STRESS
PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL
PSYCHOLOGY
SOCIAL PSYCHOLOGY
QUALITY OF LIFE
STRESS MANAGEMENT
MESTRADO EM PSICOLOGIA SOCIAL E ORGANIZACIONAL
ORGANIZATIONAL PSYCHOLOGY
Data: 2013
Resumo: Portugal é dos países com maior índice de stresse da UE, sendo a profissão dos/as cuidadores/as de pessoas deficientes uma das que apresenta maior vulnerabilidade ao stresse profissional em deterioramento da Qualidade de Vida no Trabalho (QVT). Este trabalho visou analisar a relação entre vulnerabilidade ao stresse profissional e QVT nos/as cuidadores/as formais das IPSS de Ourém, com resposta na área da deficiência. A amostra foi composta por 225 colaboradores/as formais. Neste estudo aplicaram-se os instrumentos o inventários QVT de Rafael & Lima (2007) e 23 QVS de Vaz Serra (2000). Os resultados demonstraram que é inexistente a correlação entre QVT (frequência) e vulnerabilidade ao stresse e salientaram a importância do apoio social e familiar no trabalho para a promoção de QVT, sendo o stresse profissional dependente das variáveis habilitações literárias, categoria profissional e tempo de serviço.
Portugal is the country with the highest stress ratio in the EU, and the caregivers professionals of the disabled people have a higher vulnerability to professional stress which deteriorates Quality of Work Life (QWL). This study aims to analyze the relationship between work related stress and the QWL of the disabled caregivers professionals in the IPSS of Ourém. The sample consisted of 225 formal employees. As research tools, it was used the Rafael & Lima QWL query (2007) and the Vaz Serra 23 QVS query (2000). The results demonstrated that there is no relation between QWL (frequency) and stress vulnerability, and also underline the importance of social and family support to promote QWL, as the professional stress depends on variables such as qualifications, professional category and service time.
Descrição: Orientação: José Magalhães
URI: http://hdl.handle.net/10437/3971
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Psicologia Social e Organizacional

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Vulnerabilidade ao stresse profissional e qualidade de vida no trabalho_Cláudia Caçote.pdf1.98 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.