Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/3906
Título: Estudo da metrite puerperal numa exploração leiteira da região de Idanha-a-Nova
Autores: Lopes, António Álvaro Dias, orient.
Galhano, Hermínio Esteves
Palavras-chave: VETERINÁRIA
BOVINOS
BOVINE
MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA
METRITE
METRITIS
PECUÁRIA
LIVESTOCK FARMING
MEDICINA VETERINÁRIA
VETERINARY MEDICINE
GADO LEITEIRO
DAIRY CATTLE
IDANHA-A-NOVA
Data: 2011
Resumo: Com o presente trabalho, pretendeu realizar-se um resumo bibliográfico, seguido de um estudo de campo, contribuindo para uma melhor identificação da metrite puerperal, dos factores responsáveis pelo seu desenvolvimento, bem como das consequências que diariamente provoca nas explorações de bovinos leiteiros em Portugal. O estudo foi realizado numa exploração leiteira de grande dimensão, e contou com uma amostragem de 202 animais que completaram a gestação entre final de Outubro e fim de Fevereiro e que foram sujeitos a um exame de monitorização das vacas recém-paridas. Durante o exame, foi possível observar a metrite puerperal em 37,8% das vacas. Constatou-se também que a palpação vaginal é um método extremamente eficaz, prático e útil na detecção da metrite puerperal em explorações de grandes dimensões. Na análise dos factores de risco, constatou-se que a incidência da metrite não se encontrou significativamente correlacionada com o número de lactações, com o período do ano em que se diagnosticou a metrite, com os partos distócicos ou com a retenção placentária. Ao dia 30-37 pp., os animais com metrite puerperal tiveram maior probabilidade de desenvolver endometrite clínica. As vacas com metrite puerperal também apresentaram menor quantidade de leite produzido, e afectaram a performance reprodutiva com um aumento do intervalo parto-concepção, do número serviços até concepção e com diminuição da taxa de animais gestantes ao 1º serviço.
With this survey, it is intended to develop a bibliographic review, followed by a field investigation, contributing to a better identification of puerperal metritis, the factors responsible for their development, as well as the consequences that daily causes in dairy herds in Portugal. The survey was carried out in a large dairy farm, and had a sampling of 202 animals that completed pregnancy between late October and late February, and were subject to a fresh cows examination program. During the examination, it was possible to determinate that 37,8% of cows had puerperal metritis. It was also perceived that vaginal palpation is an extremely effective, practical and useful method to detect puerperal metritis on large dairy farms. In the analysis to the risk factors, it was perceived that the incidence of puerperal metritis was not influenced by parity, month of the year, dystocia or retained placenta. At day 30-37 pp, cows with puerperal metritis were more likely to develop clinical endometritis. Cows with puerperal endometritis had also lower milk yield and affected reproductive performance with an increased on the interval from calving to conception, number of services to conception and decrease rate on first service conception.
Descrição: Orientação : António Álvaro Dias Lopes ; Co-orientação : João António Martins Cannas da Silva
URI: http://hdl.handle.net/10437/3906
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Mestrado-Integrado - Estudo da Metrite Puerperal.pdf1.08 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.