Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/3573
Título: Estudo de incidência de hipertiroidismo felino
Autores: Vilhena, Hugo, orient.
Martins, Artur Jorge Santos
Palavras-chave: VETERINÁRIA
HIPERTIROIDISMO
TIRÓIDE
FELÍDEOS
HYPERTHYROIDISM
THYROID
FELIDS
MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA
GATOS
CATS
MEDICINA VETERINÁRIA
VETERINARY MEDICINE
Data: 2012
Resumo: O Hipertiroidismo Felino é uma endocrinopatia emergente em felinos geriátricos nos últimos 20 anos. É caracterizada pela elevada produção de hormonas tiróideias, originando sinais clínicos multisistémicos por vezes inespecíficos, tornando o seu diagnóstico um desafio. O diagnóstico é estabelecido maioritariamente com base no aumento da concentração sérica de tiroxina (T4) total e no quadro clínico. O tratamento pode ser realizado através de três modalidades distintas, o maneio médico, a tiroidectomia e a radioterapia. A sua etiologia permanece desconhecida, sendo considerada actualmente uma doença multifactorial, com elevada incidência e prevalência em diversos Países, como EUA, Reino Unido e Alemanha. A sua incidência em Portugal é desconhecida. Actualmente os factores de risco mais preponderantes são a idade geriátrica, e o contacto com químicos goitrogénicos presentes no alimento ou no ambiente. A raça europeu comum apresenta maior predisposição para o desenvolvimento da doença, as raças Himalaia e Siâmes apresentam menor risco. O presente estudo foi realizado com os objectivos de determinar a incidência de hipertiroidismo felino na região de Aveiro entre Outubro de 2010 e Janeiro de 2012 e os seus potenciais factores de risco. A incidência de hipertiroidismo em animais com idade ≥ 8 anos foi 7,69% e 9,84% em animais com idade ≥ 10 anos. Gatos mais geriátricos, assim como animais do sexo masculino apresentam maior predisposição ao desenvolvimento da doença.
The Feline Hyperthyroidism is an endocrinopathy emerging in geriatric cats in the last 20 years. It is characterized by increased production of thyroid hormones, resulting in a diversity of clinical signs, often nonspecific, that can make the diagnostic difficult a challenge. The diagnosis is made mainly based on the increase in serum thyroxine (T4) and total clinical picture. The treatment can be performed through three distinct modes, the medical management, thyroidectomy and radiotherapy. Its etiology remains unknown, being currently considered a multifactorial disease with high prevalence in several countries such as USA, UK and Germany. Its prevalence is unknown in Portugal. Currently the most prevalent risk factors are geriatric age and the contact with goitrogenic chemistries in the food and the environment. The European Common breed is more predisposed to developing the disease, the Himalayan and Siamese breeds have a lower risk. This study was conducted with the objective of determining the prevalence of feline hyperthyroidism in the region of Aveiro between October 2010 and January 2012 and their potential risk factors. The prevalence of feline hyperthyroidism in animals with aged ≥ 8 years was 7.69% and 9.84% in animals with aged ≥ 10 years. More geriatric cats and male animals have a higher predisposition to disease development.
Descrição: Orientação : Hugo Vilhena ; co-orientação : Ana Sousa
URI: http://hdl.handle.net/10437/3573
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Mestrado (Final) Final.pdf925.96 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.