Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/1998
Título: O século XXI, África aposta no futuro?
Autores: Campos, Fernando Rui de Sousa
Palavras-chave: ÁFRICA
AFRICA
ESTUDOS LUSÓFONOS
DESENVOLVIMENTO AFRICANO
ESTUDOS AFRICANOS
LUSOPHONE STUDIES
AFRICAN STUDIES
AFRICAN DEVELOPMENT
Data: 2009
Editora: Edições Universitárias Lusófonas
Resumo: O século XXI, é o período das grandes oportunidades para o Mundo, em especial para o Continente Africano. Com o final do século XX, o Mundo despediu-se do “Homem Velho”, procurando renascer para uma nova etapa. Terminadas as duas grandes catástrofes que assolaram o Mundo, em especial a Europa – I e II Guerras Mundiais, terminado o processo de Independências Africanas, é chegada a hora de criar pontes que elevem a dimensão humana deste “Planeta Azul” à mais alta esfera da dignidade humana. Esta ponte, permite que seja para os países com maiores dificuldades – como é o caso dos Africanos, possam ver nessa mesma ponte um espaço privilegiado de oportunidades. A intensificação das apostas por parte de África na formação de quadros, a boa governação, o combate à pobreza, a gestão de conflitos, o respeito pelos direitos humanos, poderão ser sinais dessas oportunidades. A aproximação da Europa a África, como ficou patente na recente Cimeira “Europa / África”, poderá transmitir aos Africanos um sinal de que não estão sozinhos nesta caminhada e que juntos, poderemos ser mais fortes face às adversidades. Contudo, convém não esquecer, que muito há fazer da parte dos africanos e dos não africanos. Este trabalho de equipa é importante, para que as interrogações e as preocupações possam ser mais facilmente superadas. É necessário que a luta pela dignificação das populações continue, com o esforço de todos, “porque isso aproveita à África e aos Africanos”
The 21 century is the moment for great opportunities for the World and especially for Africa. th With the end of the 20 century, o world said goodbye to the “Old Man”, and is seeking to be reborn for a new stage. With the end of the two world wars that ravaged the world, in st nd particular Europe – the 1 and 2 World Wars, and the end of the independence process for African countries, the time has come to build bridges that raise the human dimension of this “Blue Planet” to the highest sphere of human dignity. The increasing commitment by Africa to training of qualified staff, good governance, the fight against poverty, conflict management, and respect for human rights could be signs of these opportunities. The close relation between Europe and Africa, as was evident in the recent “Europe/Africa” summit, could convey to Africans a sign that they are not alone in this struggle, and that, together, we can be stronger in the face of adversities. However, we should not forget that here is much to be done both by Africans and non Africans. This teamwork is important with a view to more easily overcoming doubts and worries. It is necessary that the fight for the dignity of populations continues, with everybody's involvement, “because it benefits Africa and Africans”.
Descrição: Africanologia : Revista Lusófona de Estudos Africanos
URI: http://hdl.handle.net/10437/1998
ISSN: 1645-9970
Aparece nas colecções:Africanologia : Revista Lusófona de Estudos Africanos nº 02

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1316-4635-1-PB.pdf61.87 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.