Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/1341
Título: O programa tributo à criança e a Inclusão Social de menores em risco : uma análise crítica
Autores: Melo, Marlete Euná Brito de
Palavras-chave: EDUCAÇÃO
INCLUSÃO SOCIAL
POLÍTICA SOCIAL
CRIANÇAS EM RISCO
EDUCATION
SOCIAL INCLUSION
SOCIAL POLICY
MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO
Data: 2010
Resumo: O presente trabalho se insere no campo dos estudos sobre políticas de inclusão social e educação, tendo como objetivo analisar o Programa Tributo à Criança, no Município de Natal – RN, que, como dispositivo das políticas sociais voltadas à inclusão social escolar,desenvolve ações junto às crianças em situação de vulnerabilidade social. Realizou-se, assim, uma análise crítica privilegiando as informações coletadas junto ao corpo docente, documentos e entrevistas semi-estruturadas. Diante deste contexto, os resultados apontam que, apesar da dimensão legal das atuais políticas de atendimento à criança assumirem uma visão de integralidade e de garantia de direitos, há ainda grande descompasso entre o discurso, a prática e a realidade concreta de existência desse grupo social. O Programa não atende às prerrogativas e expectativas de uma real política pública voltada à criança e ao adolescente, apesar de apresentar aspectos inovadores, como certa distribuição de renda e a permanência escolar. Pode-se ressaltar, entretanto as potencialidades do programa no sentido de instigar novos processos participativos criados no seio de práticas ainda assistencialistas, nos quais o sentido do atendimento às crianças possa ser ressignificado pelos atores interessados.
Descrição: Orientador : António Teodoro
URI: http://hdl.handle.net/10437/1341
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Ciências da Educação

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
PDF.pdf325.12 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.