Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/12099
Título: Relação entre a atividade física, comportamento sedentário, fatores psicológicos e dor lombar não específica em estudantes universitários
Autores: Palmeira, António Labisa, orient.
Fonseca, Inês Silva e
Palavras-chave: MESTRADO EM EXERCÍCIO E BEM-ESTAR
DESPORTO
SPORT
EDUCAÇÃO FÍSICA
PHYSICAL EDUCATION
ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS
COLLEGE STUDENTS
DOR LOMBAR
LOWER BACK PAIN
ATIVIDADE FÍSICA
PHYSICAL ACTIVITY
SEDENTARISMO
SEDENTARINESS
STRESS
STRESS
ANSIEDADE
ANSIETY
DEPRESSÃO
DEPRESSION
Data: 2021
Resumo: A presente dissertação tem como objetivo analisar a associação entre a prática de atividade física, o comportamento sedentário, o stress, a depressão e a ansiedade (fatores psicológicos) e a dor lombar não específica, antes e após a entrada em estado de emergência, a 18 de Março de 2020, devido à pandemia por Covid-19. Primeiramente realizou-se uma revisão rápida e sistemática de literatura sobre o tema, e em seguida foi realizado o manuscrito do artigo científico do estudo observacional. Na revisão rápida e sistemática de literatura investigámos a evidência publicada em relação às variáveis referidas, em conjunto e isoladamente. No manuscrito do estudo observacional analisámos o efeito da entrada em estado de emergência, devido à pandemia por covid-19, sobre os comportamentos da amostra em questão. E ainda analisámos a associação entre as variáveis, e de que forma a atividade física, o comportamento sedentário e os fatores psicológicos permitem prever o comportamento da dor lombar não específica. Verificámos que quanto maior o tempo de atividade física moderada, menores valores de intensidade média de dor lombar não específica; e que maiores os níveis de stress a maiores predizem níveis de intensidade média de dor do mesmo quadro clínico. Podemos concluir que a prática de atividade física moderada pode ser benéfica neste quadro clínico. Os aspetos psicológicos, nomeadamente o stress, devem ser considerados no tratamento da dor lombar não específica.
This dissertation aims to analyse the association between physical activity, sedentary behaviour, stress, depression, and anxiety (psychological factors) and non-specific low back pain, before and after entering the state of emergency, to March 18, 2020, due to the Covid-19 pandemic. First, a quick and systematic review of the literature on the topic was carried out, and then the manuscript of the scientific article of the observational study was carried out. In the rapid and systematic review of the literature, we investigated what other authors mentioned regarding the referred variables, together and in isolation. In the observational study manuscript, we analysed the effect of entering a state of emergency, due to the COVID-19 pandemic, on the behaviours of the sample in question. We also analysed the association between variables, and how physical activity, sedentary behaviour and psychological factors allow us to predict the behaviour of non specific low back pain. We found that the longer the duration of moderate physical activity, the lower the mean intensity values of non-specific low back pain; and that the higher the stress levels, the higher the levels of average pain intensity of the same clinical condition. We can conclude that the practice of moderate physical activity can be beneficial in this clinical picture. Psychological aspects, namely stress, must be considered in the treatment of non-specific low back pain.
Descrição: Orieantação: António Labisa Palmeira
URI: http://hdl.handle.net/10437/12099
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Exercício e Bem-Estar

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
dissertação com júri Inês Silva e Fonseca.pdfDissertação de Mestrado543.59 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.