Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/12096
Título: Razões de os homens permanecerem em relações heterossexuais violentas: uma revisão sistemática
Autores: Machado, Andreia, orient.
Farinha, Diana Margarida Cristina
Palavras-chave: MESTRADO EM PSICOLOGIA FORENSE
PSICOLOGIA
VIOLÊNCIA NAS RELAÇÕES DE INTIMIDADE
HETEROSSEXUALIDADE
HOMENS
PSYCHOLOGY
INTIMATE PARTNER VIOLENCE
HETEROSEXUALITY
MEN
Data: 2021
Resumo: A literatura salienta que a violência na intimidade constitui-se como um problema social. Embora esteja patente uma assimetria de género quanto aos estudos sobre vítimas, as estatísticas globais e nacionais apontam um número considerável de homens vítimas de violência na intimidade, em relações heterossexuais. Sendo conhecido o impacto negativo destas experiências de vitimação, desconhecem-se as especificidades relacionadas com a temática. Nesse sentido, a presente revisão sistemática tem como objetivos: 1) Identificar e sistematizar evidência empírica sobre as razões que contribuem para a permanência dos homens vítimas em relações de intimidade heterossexuais violentas; 2) Explorar, avaliar e discutir criticamente os resultados e limitações dos artigos selecionados. Assim, procedeu-se a uma pesquisa nas seguintes bases de dados: Web of Science, PsycINFO e Psychology and Behavioral Sciences Collection, entre os anos 1970 e 2019. O método utilizado foi o PRISMA (Preferred Reporting Itens for Systematic Reviews and Meta Analysis), tendo como equação de pesquisa “battered men OR husband syndrome AND reasons to stay*”. Os resultados revelaram que as razões de os homens heterossexuais permanecerem nas relações são similares às razões das mulheres heterossexuais e da comunidade LGBT, salientando-se: preocupação com os filhos, com a parentalidade e medo de perder o contacto; comprometimento com a relação e dependência emocional/psicológica. Analogamente, os resultados salientam que existem especificidades relacionadas com o papel masculino na sociedade que impedem o abandono da relação, bem como razões que não são encontradas na literatura referente a outras populações. Concluindo, existe uma evidente necessidade de estudar cientificamente o fenómeno de forma a ser possível desconstruir mitos e estereótipos sociais juntos dos profissionais de primeira linha e sociedade, contribuindo para práticas interventivas e políticas mais adequadas
Literature highlights that intimate partner violence is a social problem. Although there is a gender asymmetry in studies on victims, the global and national statistics point to a considerable number of men who are victims of violence, in heterosexual relationships. As the negative impact of these victimization experiences is known, the specifics related to the theme are unknown. In this sense, this systematic review aims to: 1) identify and systematize empirical evidence about the reasons that contribute to the permanence of men victims of violent heterosexual intimate relationships; 2) Explore, evaluate and critically discuss the results and limitations of the selected articles. Thus, a systematic review was carried out in the following databases: Web of Science, PsycINFO and Psychology and Behavioral Sciences Collection, during the years 1970 until 2019. The method used was PRISMA (Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta- Analysis), with the research equation “battered men OR husband syndrome AND reasons to stay *”. The results revealed that the reasons for heterosexual men to remain in relationships are similar to the reasons for heterosexual women and the LGBT community, highlighting: concern for their children, parenting and fear of losing contact; commitment to the relationship and emotional / psychological dependence. Similarly, the results highlight that there are specificities related to the male role in society that prevent the abandonment of the relationship, as well as reasons that are not found in the literature referring to other populations. In conclusion, there is an evident need to study the phenomenon scientifically in order to be able to deconstruct myths and social stereotypes together with first-rate professionals and society, contributing to more appropriate intervention and political practices.
Descrição: Orientação: Andreia Machado
URI: http://hdl.handle.net/10437/12096
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Psicologia Forense

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Diana Farinha.pdfDissertação de Mestrado355.12 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.