Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/12030
Título: A Pedagogia da Correspondência e a influência da viagem à Guiné-Bissau na obra de Paulo Freire
Autores: Reses, Erlando da Silva
Pinel, Walace Roza
Palavras-chave: GUINÉ-BISSAU
GUINEA-BISSAU
EDUCAÇÃO POPULAR
POPULAR EDUCATION
PAULO FREIRE
Data: 2019
Editora: Universidade Lusófona da Guiné
Resumo: O presente artigo procura analisar a influência da viagem à Guiné-Bissau na obra do educador lusófono Paulo Freire. Sendo uma das principais referências mundiais em Educação Popular e Libertadora, entendemos que a sua viagem, a qual originou a produção do livro Cartas à Guiné-Bissau, foi fundamental à sua teoria pedagógica fundamentada na perspectiva da emancipação humana por meio de relações baseadas no diálogo horizontal e humanista. Na Pedagogia da Correspondência, o autor procurava estabelecer relações anti hegemônicas, utilizando-se do gênero literário carta. A utilização de cartas procurava uma proximidade com o outro por meio de relações simétricas e horizontais baseando-se no diálogo emancipador e libertário onde emissor e receptor podem e devem ter o mesmo espaço de fala buscando na alteridade do discurso uma forma de desalienação humana.
Descrição: Sintidus
URI: http://hdl.handle.net/10437/12030
ISSN: ISSN 2616 - 3233
Aparece nas colecções:Sintidus n.º 2 (2019)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2019_S2_03_Reses & Pinel.pdf1.38 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.