Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/11854
Título: Vacinação e diagnóstico laboratorial de influenza equina em Portugal e em estados europeus
Autores: Faustino, Ana Isabel Rocha, orient.
Dionísio, Luís Miguel Machado
Palavras-chave: MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA
VETERINÁRIA
CAVALOS
VACINAÇÃO
DOENÇAS
VETERINÁRIOS
DIAGNÓSTICOS
VÍRUS INFLUENZA
PORTUGAL
VETERINARY MEDICINE
HORSES
VACCINATION
DISEASES
VETERINARIANS
DIAGNOSES
INFLUENZA VIRUS
PORTUGAL
Data: 2020
Resumo: A Influenza Equina (IE) é uma doença provocada pelo vírus influenza do género A, com distribuição global e em constante análise pela World Organization for Animal Health e pela World Health Organization. A IE é altamente contagiosa e afeta não só o aparelho respiratório superior, mas também o aparelho respiratório inferior. A vacinação em cavalos é um método de prevenção adequado, porém algumas estirpes apresentam capacidade de infetar cavalos imunizados, devido às alterações mutagénicas que o vírus sofre. Este trabalho teve como objetivo estudar a atuação Médico-Veterinária em relação à IE em Portugal nos anos de 2018 e 2019, e comparar a prática clínica em Portugal com a de outros países europeus. Em Portugal foi possível identificar uma oportunidade de melhoria da prática clínica dos Médicos Veterinários na utilização dos testes laboratoriais para diagnóstico da doença e na vacinação. Esta atuação pode ser um reflexo do desajuste da legislação nacional aplicável. O decreto-lei que define as doenças de declaração obrigatória não está em concordância com a lista da World Organization for Animal Health e por isso a Direção Geral de Alimentação e Veterinária não detém as informações necessárias para fazer a adequada notificação da doença. Esta falha, contraria o código da World Organization for Animal Health e a obrigação por parte de Portugal para reportar os dados epidemiológicos nacionais. A IE necessita de uma maior atenção em Portugal e existe um conjunto de medidas que podem ser adotadas para melhorar a gestão da doença a nível nacional.
Equine Influenza (EI) is a disease caused by influenza A viruses, with global spread and continuously analyzed by the World Organization for Animal Health and by the World Health Organization. EI is highly contagious and compromises not only the upper respiratory tract, but the lower respiratory tract as well. The horses’ vaccination is an adequate prevention measure, however some strains have the capacity to infect immunized horses, due to the virus mutations. The goal of this study was to investigate the Veterinarians’ clinical practice in what regards the EI in Portugal in 2018 and 2019, and to compare that clinical practice with the one in other European countries. It was possible to identify an improvement opportunity of the use of laboratory tests to diagnose the disease and the use of vaccination by Veterinarians in their clinical practice in Portugal. This behavior might be the consequence of the existing gap in the applicable national legislation. The decree-law defining the mandatory communicable diseases is not in compliance with the World Organization for Animal Health list, therefore the Direção Geral de Alimentação e Veterinária does not have the necessary information to properly report the disease. This failure violates the code of the World Organization for Animal Health and the obligation to report national epidemiological data by Portugal. EI requires a higher level of attention in Portugal and there are several measures that can be implemented to improve the disease management at national level.
Descrição: Orientação: Ana Faustino ; co-orientação: Manuel Pequito ; Major Francisco Medeiros
URI: http://hdl.handle.net/10437/11854
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Luís Dionísio.pdfDissertação de Mestrado4.21 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.