Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/10362
Título: Declínio cognitivo e esquizofrenia em adultos idosos : perfil cognitivo e efeito das variáveis sociodemográficas
Autores: Oliveira, Célia Regina Gomes, orient.
Nunes, Maria Inês da Silva
Palavras-chave: MESTRADO EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE
PSICOLOGIA
PSICOLOGIA CLÍNICA
PSICOLOGIA DA SAÚDE
PERTURBAÇÕES COGNITIVAS
ADULTOS
IDOSOS
AVALIAÇÃO COGNITIVA
DADOS SOCIODEMOGRÁFICOS
ESQUIZOFRENIA
ACE-R
TESTES PSICOLÓGICOS
PSYCHOLOGY
CLINICAL PSYCHOLOGY
HEALTH PSYCHOLOGY
COGNITIVE DISORDERS
ADULTS
ELDERLY
COGNITIVE ASSESSMENT
SOCIODEMOGRAPHIC DATA
PSYCHOLOGICAL TESTS
SCHIZOPHRENIA
Data: 2019
Resumo: O presente trabalho corresponde a um estudo piloto, desenvolvido a partir da avaliação inicial de um grupo de participantes que integra um programa de estimulação cognitiva (mental health and aging – MenTHa), cuja aplicação e validação se encontra em curso. Objetivos: 1) caracterizar e comparar o perfil cognitivo de sujeitos com declínio cognitivo e esquizofrenia comórbida com um grupo equivalente com declínio cognitivo sem perturbação comórbida; e 2) avaliar a associação entre as variáveis sociodemográficas e declínio cognitivo. Método: A amostra total incluí oito participantes do sexo feminino entre os 61 e os 90 anos, sendo que uma (12.5%) participante é analfabeta, três (37.5%) estudaram entre um a quatro anos, três (37.5%) entre cinco a 10 anos e uma (12.5%) mais que 11 anos. Foram constituídos grupos emparelhados para analisar o efeito da perturbação em sujeitos com o mesmo nível de declínio cognitivo, neste sentido o GE (DC + Esquizofrenia) é composto por quatro participantes com idades compreendidas entre os 61 e 90 anos, sendo que três (75.0%) estudaram entre os cinco a dez anos e uma (25.0%) estudou mais de 11 anos. Já o GC (Declínio Cognitivo) é constituído por quatro participantes entre os 63 e 86 anos, sendo que uma é analfabeta (25.0%) e três (75.0%) estudaram entre um a quatro anos. Foram utilizadas duas medidas: Questionário Sociodemográfico e a Avaliação Cognitiva de Addenbrooke - Revised (ACE-R). Resultados: Revelou-se que na comparação de grupos há diferenças estatisticamente significativas no variável nível de escolaridade. Ao analisar as médias e o desvio-padrão dos resultados nas subescalas do ACE-R verificou-se que também existe diferenças entre os grupos em estudo. Nas correlações das variáveis sociodemográficas e as subescalas do ACE-R, nenhuma variável relacionou-se com as subescalas do ACE-R. Conclusões: Ainda que se trate de um estudo exploratório, o presente estudo procura ser um contributo para novas pesquisas no âmbito da avaliação do funcionamento cognitivo e esquizofrenia em idosos e o efeito das variáveis sociodemográficas. Para além de permitir compreender o fenómeno do declínio cognitivo em idosos, permite caracterizar o perfil cognitivo de sujeitos com declínio cognitivo e esquizofrenia comórbida.
The present work corresponds to a pilot study, developed from the initial evaluation of a group of participants that is part of a cognitive stimulation program (mental health and aging - MenTHa), the application and validation of which is profress. Objective: 1) to characterize and compare the cognitive profile of subjects with cognitive impairment and comorbid schizophrenia with an equivalent group with cognitive impairment without comorbid disorder; and 2) to evaluate the association between sociodemographic variables and cognitive impairment. Method: The total sample included eight female participants aged 61 to 90 years, one (12.5%) participant is illiterate, three (37.5%) studied between one and four years, three (37.5%) between five and 10 years and one (12.5%) more than 11 years. Paired groups were formed to analyze the effect of the disturbance in subjects with the same level of cognitive impairment. In this sense, the GE (DC + Schizophrenia) is composed of four participants aged between 61 and 90 years, and three (75.0%) studied between five and ten years and one (25.0%) studied more than 11 years. The CG (Cognitive Impairment) consists of four participants between 63 and 86 years old, one of whom is illiterate (25.0%) and three (75.0%) studied between one and four years. Two measures were used: Sociodemographic Questionnaire and the Addenbrooke - Revised Cognitive Assessment (ACE-R). Results: It was revealed that in the comparison of groups there are statistically significant differences in the educational level variable. By analyzing the means and standard deviation of the results in the ACE-R subscales, it was found that there are also differences between the groups under study. In the correlations of sociodemographic variables and ACE-R subscales, no variable was related to ACE-R subscales. Conclusions: Although this is an exploratory study, the present study seeks to contribute to further research on the assessment of cognitive functioning and schizophrenia in the elderly and the effect of sociodemographic variables. In addition to understanding the phenomenon of cognitive impairment in the elderly, it allows to characterize the cognitive profile of subjects with cognitive impairment and comorbid schizophrenia.
Descrição: Orientação: Célia Regina Gomes Oliveira ; co-orientação: Pedro Machado dos Santos
URI: http://hdl.handle.net/10437/10362
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Em Psicologia Clínica e da Saúde

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE FINAL Maria Inês Final.pdfDissertação de Mestrado396.72 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.