Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/10361
Título: Declínio cognitivo e perturbação de humor bipolar em adultos e idosos : perfil cognitivo e efeito das variáveis sociodemográficas
Autores: Oliveira, Célia Regina Gomes, orient.
Silva, Vanessa Carvalho da
Palavras-chave: MESTRADO EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE
PSICOLOGIA
PSICOLOGIA CLÍNICA
PSICOLOGIA DA SAÚDE
DOENÇA BIPOLAR
PERTURBAÇÕES DO HUMOR
PERTURBAÇÕES COGNITIVAS
ADULTOS
IDOSOS
AVALIAÇÃO COGNITIVA
DADOS SOCIODEMOGRÁFICOS
PSYCHOLOGY
CLINICAL PSYCHOLOGY
HEALTH PSYCHOLOGY
BIPOLAR DISORDER
MOOD DISORDERS
COGNITIVE DISORDERS
ADULTS
ELDERLY
COGNITIVE ASSESSMENT
SOCIODEMOGRAPHIC DATA
Data: 2019
Resumo: O presente trabalho corresponde a um estudo piloto, desenvolvido a partir da avaliação inicial de um grupo de participantes que integra um programa de estimulação cognitiva (Mentha Health and Ageing-Mentha), cuja aplicação e validação se encontra em curso. Objetivos: O presente estudo foca-se em dois objetivos centrais, nomeadamente: 1) na caraterização do perfil cognitivo de adultos idosos com declínio cognitivo e perturbação de Humor Bipolar comórbida, e 2) na exploração da interação entre variáveis sociodemográficas, declínio cognitivo e presença de Perturbação de Humor Bipolar. Método: A amostra é constituída por 15 indivíduos divididos pelo: grupo experimental com idades compreendidas entre os 53 e os 72 anos (M = 60.80, DP = 7.40); grupo de comparação emparelhado com idades compreendidas entre os 80 e os 89 anos (M = 85.6, DP = 3.65) e um grupo de comparação aleatorizado com idades compreendidas entre os 81 e os 94 anos (M = 87.20, DP = 5.07). Resultados: Em relação ao perfil cognitivo, os participantes com a perturbação apresentam todas as áreas cognitivas afetadas, especificamente o declínio cognitivo geral, a atenção e a orientação, a memória, a fluência, a linguagem e a capacidade visuoespacial. Comparativamente, os sujeitos do grupo de comparação emparelhado apresentam todas as áreas cognitivas preservadas. Contudo, não existem diferenças significativas entre os dois grupos no funcionamento cognitivo. As análises correlacionais apontam para uma associação significativa entre a escolaridade e a subescala da linguagem da Avaliação Cognitiva de Addenbrooke Revista no grupo de comparação aleatorizado, não tendo sido encontradas associações adicionais entre as variáveis sociodemográficas e o funcionamento cognitivo em ambos os grupos. Conclusões: Os resultados deste estudo sugerem que existe uma influência da perturbação de humor bipolar no declínio cognitivo e a associação significativa entre a escolaridade e a subescala da linguagem da Avaliação Cognitiva de Addenbrooke Revista no grupo de comparação aleatorizado.
The present work corresponds to a pilot study, developed from the initial evaluation of a group of participants that is part of a cognitive stimulation program (Mentha Health and Aging-Mentha), whose application and validation is ongoing. Objetives: The present study focus on two main objectives, namely: 1) characterizing the cognitive profile of elderly adults with cognitive decline and comorbid Bipolar Disorder, and 2) exploring the interaction between sociodemographic variables, cognitive decline, and presence of Bipolar Disorder. Method: The sample consists of 15 individuals divided by: experimental group aged 53 to 72 years (M = 60.80, SD = 7.40); paired comparison group aged 80 to 89 years (M = 85.6, SD = 3.65) and a randomized comparison group aged 81 to 94 years (M = 87.20, SD = 5.07). Results: Regarding the cognitive profile, participants with the disorder show all cognitive areas are affected, specifically general cognitive decline, attention and orientation, memory, fluency and visuospatial ability, and language. Comparatively, the subjects in the paired comparison group show all preserved cognitive areas. However, there are no significant differences between the two groups in cognitive functioning. Correlational analyzes point to a significant association between education and The Addenbrooke's Cognitive Examination Revised language subscale in the randomized comparison group, and no additional associations were found between sociodemographic variables and cognitive functioning in both groups. Conclusions: The results of this study suggest that there is an influence of bipolar disorder on cognitive decline and the significant association between education and The Addenbrooke's Cognitive Examination Revised language subscale in the randomized comparison group.
Descrição: Orientação: Célia Regina Gomes Oliveira ; co-orientação: Pedro Machado
URI: http://hdl.handle.net/10437/10361
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Em Psicologia Clínica e da Saúde

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Vanessa Carvalho da Silva_Orientação Célia Oliveira.pdfDissertação de Mestrado916.79 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.