Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/10328
Título: Perfis psicossociais de estudantes universitários com adições químicas, adições comportamentais e sem adições
Autores: Moura, Andreia de Paiva Ribeiro de, orient.
Castro, Natália Filipa Rodrigues de
Palavras-chave: MESTRADO EM PSICOLOGIA DA JUSTIÇA
PSICOLOGIA
COMPORTAMENTOS ADITIVOS
PERFIL PSICOLÓGICO
ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS
PSYCHOLOGY
ADDICTIVE BEHAVIOURS
PSYCHOLOGICAL PROFILE
COLLEGE STUDENTS
Data: 2019
Resumo: O termo “adição” foi, durante muito tempo, associado exclusivamente ao consumo problemático de substâncias psicoativas, porém atualmente, devem também ser evocadas as “adições sem droga”, isto é, as adições comportamentais (e.g., adição ao jogo online, à internet, aos jogos de fortuna ou azar [jogo patológico], ao sexo, ao exercício, às compras). Os comportamentos aditivos são influenciados por fatores psicossociais, tal como é exemplo da exposição ou vivência de experiências adversas e consequentes sintomas de PSPT, a agressividade, a qualidade da vinculação nas relações interpessoais e a psicopatia. Este estudo tem então como objetivo, identificar o perfil psicossocial de estudantes universitários com adições químicas, adições comportamentais e sem comportamentos aditivos, tendo por base as variáveis supramencionadas. A amostra foi composta por 260 universitários adultos, 32 do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 18 e os 51 anos. Foram usados os instrumentos LEC-5, PCL-5, Questionário de História na Infância, Questionário de Agressividade de Buss-Perry, ECR-RS, LSRPS, ASSIT, AUDIT e IAT. Para a comparação de diferenças entre grupos utilizou-se o teste Mann-Whitney, a partir do qual foram encontradas diferenças significativas entre o grupo de consumidores de álcool de nível baixo e o de consumidores de nível moderado a elevado ao nível da agressividade, PSPT e vinculação insegura. Também no que respeita à adição à internet, os resultados reportam para diferenças ao nível da agressividade, vinculação insegura e psicopatia secundária entre sujeitos com uso normativo e sujeitos adictos à internet. Posto isto, este estudo verifica que sujeitos com comportamentos aditivos comparativamente com sujeitos sem adições vivenciam mais experiências adversas na infância e, apresentam consequentemente mais sintomatologia de PSPT, níveis superiores de agressividade, maior evitamento e ansiedade nas relações afetivas e mais predisposição para manifestar comportamentos desviantes da psicopatia (psicopatia secundária).
The term “addiction” has long been associated exclusively with substance abuse, but nowadays “drug-free addictions” should also be included, therefore behavioral addictions (e.g., gambling, gaming, internet, sex, exercise, shopping). Addictive behaviors are influenced by psychosocial factors, such as exposure or experience of adverse experiences and, by consequent, symptoms of PTSD, aggressiveness, quality of interpersonal relationships and psychopathy. This study aims to identify the psychosocial profile between college students with substance abuse, behavioral addictions and no addictions, based on the variables mentioned above. The sample consisted of 260 adult college students, 32 male, aged between 18 and 51 years. The instruments LEC-5, PCL-5, Childhood History Questionnaire, Buss-Perry Aggressiveness Questionnaire, ECR-RS, LSRPS, ASSIT, AUDIT and IAT were used. For the comparison of differences between groups, the Mann-Whitney test was used, from which significant differences were found between the group of low-level alcohol drinkers and that of moderate to high-level drinkers, PTSD and insecure binding. Also with regard to internet addiction, the results report differences in aggressiveness, insecure attachment and secondary psychopathy between subjects with normative use and addicted subjects to the internet. That said, this study finds that the subjects with addictive behaviors, compared to subjects without addictions, experience more adverse childhood experiences and consequently have more PTSD symptomatology, higher levels of aggression, greater avoidance and anxiety in affective relationships and more predisposition to manifest deviant behaviors. of psychopathy (secondary psychopathy).
Descrição: Orientação: Andreia de Moura ; co-orientação: Hélder Fernando Pedrosa e Sousa
URI: http://hdl.handle.net/10437/10328
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Psicologia da Justiça

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Natália Filipa Rodrigues de Castro.pdfDissertação de Mestrado5.21 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.