Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/10205
Título: Estudo prospetivo randomizado controlado cego sobre o uso de antieméticos em cães
Autores: Ribeiro, Lénio, orient.
Melo, Margarida Ferreira de
Palavras-chave: MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA
VETERINÁRIA
MEDICINA VETERINÁRIA
CANÍDEOS
CÃES
VÓMITOS
SÍNDROME DE RESPOSTA INFLAMATÓRIA SISTÉMICA
ANTIEMÉTICOS
VETERINARY MEDICINE
CANIDS
DOGS
VOMITING
SYSTEMIC INFLAMMATORY RESPONSE SYNDROME
ANTIEMETICS
Data: 2019
Resumo: O sinal clínico de vómito é muito comum na clínica de pequenos animais podendo estar associado a um vasto leque de etiologias. Devido ao facto do vómito poder conduzir a desequilíbrios eletrolíticos, desidratação, esofagites, pneumonias por aspiração, perda de apetite e peso é importante bloquear este reflexo. Os fármacos antieméticos que, geralmente, se utilizam como primeira abordagem são os antagonistas dos recetores da neuroquinina 1, Maropitant, embora os antagonistas dos recetores 5HT3 da serotonina (Ondansetron) comecem também já a ser utilizados na Medicina Veterinária. Tendo em conta a necessidade de um estudo que comparasse o efeito sinérgico dos últimos dois fármacos referidos, pretendeu-se com a presente dissertação averiguar se, em cães, haveria vantagens na utilização destes dois antieméticos em simultâneo, independentemente da etiologia que os doentes apresentassem. O presente estudo completou assim uma amostra de 30 cães admitidos no Hospital Veterinário da Arrábida, ao longo de um período de 1 ano, de 1 de Outubro de 2018 a 1 de Outubro de 2019, que se apresentassem na consulta de urgência com história de vómito ou presença deste sinal clínico, sinal clínico de náusea e perda de apetite e ainda que apresentasse uma classificação de presença de Sindrome de Resposta Inflamatória Sistémica (SIRS) positiva. Os resultados obtidos sugerem, com significância estatística p=0,035, que Ondansetron controla melhor o sinal clínico de vómito nas primeiras 12 horas de internamento, não havendo vantagem na associação entre o Maropitant e o Ondansetron. Também no grupo de controlo Ondansetron verificou-se uma significância estatística (p=0,02) em que a etiologia de doenças metabólicas apresenta internamentos inferiores ou iguais a 5 dias e as doenças infeciosas internamentos hospitalares superiores a 5 dias. Desta forma, conclui-se que a escolha do antiemético deve ser direcionada à doença que o doente apresenta, isto é, direcionado ao tipo de neurotransmissores que estão a ser estimulados, periféricos ou centrais.
Emesis is very common in small animal´s clinic and might be associated with a wide range of etiologies. Due to the fact that emesis could lead to electrolyte disorders, dehydration, esophagitis, aspiration pneumonia, loss of appetite and weight, it is important to block this reflex. The antiemetics that are usually used in an initial approach are neurokinin 1 receptor antagonists, Maropitant, although serotonin 5HT3 receptor antagonists, Ondansetron, start to be used in Veterinary Medicine. Considering the need of a study that could compare the synergistic effect of the two last mentioned drugs, the following dissertation intended to investigate if, in dogs, there could be an advantage on the simultaneous use of Maropitant and Ondansetron, no matter their etiology. The present study was conducted over one year period, from 1st of October of 2018 to the 1st of October of 2019, in a population of 30 dogs admitted to the Hospital Veterinário da Arrábida with history of emesis or emesis, nausea, loss of appetite and also presenting SIRS positive criteria. The results of this study suggest that, with the statistical significance of p=0,035, Ondansetron controls better the clinical sign of vomit in the first 12 hours of hospitalization and that its association with Maropitant does not have any improvement when it comes to managing emesis. It is also important to notice that in the control group of Ondansetron the dogs with metabolic diseases stay hospitalized for at most 5 days and the ones with infectious diseases stay for at least 5 days, with the statistical significance (p=0,02). With the present study, it was possible to conclude that the choice of the antiemetic drug should consider the disease that the dog presents, meaning, targeted to the type of neurotransmitters, central or peripheral, being stimulated.
Descrição: Orientação : Lénio Ribeiro ; co-orientação : Ângela Martins
URI: http://hdl.handle.net/10437/10205
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Margarida Melo final com juri.pdfDissertação de Mestrado912.85 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.