Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10437/10129
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorSousa, Óscar Conceição de, orient.
dc.contributor.authorSimile, Gertrudes Valavela Raimundo
dc.date.accessioned2020-02-18T16:03:01Z
dc.date.available2020-02-18T16:03:01Z
dc.date.issued2020
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10437/10129
dc.descriptionOrientação: Óscar Conceição Sousapt
dc.description.abstractA competência ortográfica é, cada vez mais, um entre outros dos principais objectivos da escola enquanto lugar de preparação do homem para a vida social e económica e, consequentemente, um dos grandes desafios. Hoje a competência ortográfica incontestavelmente é uma das condições necessárias para a integração e aceitação de um individuo na sociedade. Desta feita, a preocupação pela sua aquisição é uma realidade crescente das sociedades actuais. Não é incomum a frequência com que se ouvem as queixas por parte dos professores, pais e encarregados de educação e da sociedade em geral sobre a falta ou fraca competência ortográfica por parte dos nossos alunos. Assim, torna-se imprescindível por parte de todos aqueles que directa ou indirectamente lidam, convivem, ensinam e/ou trabalham diariamente com a educação escolar não só reconhecer a importância do desenvolvimento da competência ortográfica, como também e, sobretudo, compreender os processos específicos ligados à sua aquisição, ao desenvolvimento de metodologias mais adequadas para o seu ensino, à formação específica dos professores de Língua Portuguesa, de modo a que se promova cada vez mais a melhoria da competência ortográfica dos alunos durante o período de escolarização e assim serem dotados de ferramentas suficientes para o seu pleno desenvolvimento académico e social. O presente estudo tem entre outros objectivo estudar as competências ortográficas de alunos da 6ª e 9ª classes do ensino primário e do I ciclo do ensino secundário, respectivamente, analisar e categorizar os erros ortográficos que eles cometem. Os resultados colhidos demonstram que, existe de facto uma grande evolução da competência ortográfica dos alunos a medida que caminham das classes inferiores para as superiores, ou seja, que os alunos da 9ª classe melhoram a sua competência ortográfica face aos alunos da 6ª classe, estatisticamente significativa, e que, independentemente da diferença do nível de escolaridade e da quantidade de erros realizados entre os dois grupos, do ponto de vista qualitativo, existe uma tendência comum entre os sujeitos a 6ª e 9ª classe de cometerem os mesmos tipos de erros. Esta constatação leva-nos a concluir que os dois grupos recorrem às mesmas estratégias quando transcrevem determinadas palavras, apesar de se evidenciarem algumas particularidades atípicas, que em via de regra, não são esperadas na 9ªclasse de escolaridade.pt
dc.description.abstractOrthographic competence is increasingly one among the school's main objectives of man's preparation for social and economic life and, consequently, one of the greatest challenges. Today orthographic competence undoubtedly is one of the necessary conditions for the integration and acceptance of an individual in society. This time, the concern for its acquisition is a growing reality of today's societies. It is not uncommon to hear complaints from teachers, parents and carers and society at large about the lack or poor spelling skills of our students. Thus, it is essential for all those who directly or indirectly deal, live, teach and / or work with school education on a daily basis, not only to recognize the importance of developing spelling skills, but also to understand the specific processes. Related to its acquisition, the development of more adequate methodologies for its teaching, the specific formation of Portuguese Language teachers so that the improvement of the students' orthographic competence during the schooling period may be increasingly promoted. Thus be provided with sufficient tools for their full academic and social development. The present study aims, among other things, to study the spelling proficiency of pupils in the 6th and 9th grades of primary and upper secondary education, respectively, to analyse and categorize the spelling the types of mistakes they make. The results show that, in fact, there is a great evolution of students' spelling competence as they move from lower to upper classes. That is, that students in 9th grade improve their spelling competence when compared with the 6th grade and that regardless of the difference in educational level and the amount of errors made between the two groups, from a qualitative standpoint, there is a common tendency between subjects in the 6th and 9th grades of making the same types of mistakes. We can conclude that both groups use the same strategies when transcribing certain words, although some atypical particularities are evidenced, which are not expected in 9th grade. Keywords: Spelling skills; Spelling errors; Types of errors; Cognitive Processes.en
dc.formatapplication/pdf
dc.language.isoporpt
dc.rightsopenAccess
dc.subjectMESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃOpt
dc.subjectEDUCAÇÃOpt
dc.subjectORTOGRAFIApt
dc.subjectPROCESSOS COGNITIVOSpt
dc.subjectCOMPETÊNCIAS ESCOLARESpt
dc.subjectEDUCATIONen
dc.subjectORTHOGRAPHYen
dc.subjectCOGNITIVE PROCESSESen
dc.subjectSCHOOL SKILLSen
dc.titleCompetências ortográficas de alunos da 6ª classe do ensino primário e da 9ª classe do I ciclo do ensino secundáriopt
dc.typemasterThesispt
dc.identifier.tid202413349pt
Aparece nas colecções:Biblioteca - Dissertações de Mestrado
Mestrado em Ciências da Educação

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1. TESE VERSÃO FINAL CORIIGIDA 16-01-20.pdfDissertação de Mestrado1.89 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.