Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/10115
Título: Application of nanotechnological delivery systems in pancreatic cancer therapy
Autores: Fonte, Pedro Lopes, orient.
Fonseca, Leonor Castro da
Palavras-chave: MESTRADO INTEGRADO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS
CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS
NANOPARTÍCULAS
SISTEMAS DE LIBERTAÇÃO DE MEDICAMENTOS
FARMACOLOGIA
DITERPENOS
PHARMACEUTICAL SCIENCES
NANOPARTICLES
DRUG DELIVERY SYSTEMS
DITERPENES
CANCRO PANCREÁTICO
NANOMEDICINA
PANCREATIC CANCER
NANOMEDICINE
Data: 2018
Resumo: The aim of this dissertation is to understand the applications of nanotechnology in the delivery of drugs in pancreatic cancer therapy. It was necessary to realize the pathogenesis of pancreatic cancer, as well as the reasons why conventional therapies currently used do not provide a significant increase in patient survival. Pancreatic cancer is one of the most lethal cancers in the world, mainly because of the inability to diagnose it in a timely manner and the lack of effectiveness of existing treatments. In this way, the development of new innovative therapies has become fundamental. In the last decade, nanomedicine has gained increasing prominence as a new approach for the delivery of drugs, since it allows the transport of the drugs to the specific region and in established concentrations, reducing in this way the systemic toxicity. Several studies are related to different types of nanoparticles (lipid, polymer and metal), highlighting the advantages and disadvantages of each of them, as well as some drugs already marketed using nanotechnology. A model administration system was developed for the delivery of Parvifloron D. The characteristics selected were related to the properties of the drug to be encapsulated, with diameters of 200nm, negative zeta potential, IdP of 0.200 and connection efficiency of 97%. The toxicity of the formulation was also evaluated, and it was concluded that the lower concentration nanoparticles (30 μM) provided a growth inhibition of 3.2% Saccharomyces cerevisiae, and at the highest concentration (53 μM) of 15.6%. These results lead us to believe that through further studies it may be possible to use this optimized formulation as a suitable and promising carrier of Parvifloron D, and thus contribute to a therapeutic alternative for pancreatic cancer.
O objetivo desta dissertação prende-se com a compreensão das aplicações da nanotecnologia na vectorização de fármacos na terapia do cancro do pâncreas. Para tal foi necessário perceber a patogénese do cancro do pâncreas, bem como os motivos pelos quais as terapias convencionais atualmente utilizadas não proporcionam um aumento significativo da sobrevivência dos doentes. O cancro do pâncreas representa um dos cancros mais letais no mundo, devido sobretudo à incapacidade de diagnosticá-lo em tempo hábil e à falta de eficácia dos tratamentos existentes. Desta forma, o desenvolvimento de novas terapias inovadoras tornou-se fundamental. Na última década, a nanomedicina tem ganho cada vez mais destaque como uma nova abordagem para a vectorização de fármacos, uma vez que possibilita o transporte dos fármacos até à região específica e em concentrações estabelecidas, reduzindo desta forma a toxicidade sistémica. São abordados diversos estudos relacionados com diferentes tipos de nanopartículas (lipídicas, poliméricas e metálicas), salientando as vantagens e as desvantagens de cada um deles, bem como alguns fármacos já comercializados com recurso à nanotecnologia. Foi desenvolvido um sistema de administração modelo para vectorização de Parviflorona D. As características selecionadas foram de encontro às propriedades do fármaco a encapsular, sendo que obtivemos diâmetros de 200nm, potencial zeta negativo, IdP de 0,200 e eficiência de ligação de 97%. A toxicidade da formulação também foi avaliada, e concluiu-se que as nanopartículas de menor concentração (30 μM) proporcionaram uma inibição de crescimento de 3,2% de Saccharomyces cerevisiae, e na maior concentração (53 μM) de 15,6%. Estes resultados levam-nos a acreditar que mediante mais estudos possa ser possível utilizar esta formulação otimizada como sistema de veiculação adequado e promissor da Parviflorona D, e desta forma contribuir para uma alternativa terapêutica para o cancro do pâncreas.
Descrição: Orientação: Pedro Lopes da Fonte ; co-orientação: Catarina Reis
URI: http://hdl.handle.net/10437/10115
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Dissertações de Mestrado
Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_MICF_LeonorFonseca_Vfinal.pdfDissertação de Mestrado1.07 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.