Utilize este identificador para referenciar este registo: https://recil.grupolusofona.pt/handle/10437/10108
Título: A função social de um museu universitário : tempos e percurso biográfico do Museu da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Autores: Chagas, Mário de Souza, orient.
Fagundes, Ligia Ketzer
Palavras-chave: DOUTORAMENTO EM MUSEOLOGIA
MUSEOLOGIA
UNIVERSIDADES
SOCIOMUSEOLOGIA
MEMÓRIA
MUSEOLOGY
UNIVERSITIES
SOCIOMUSEOLOGY
MEMORY
BRASIL
BRAZIL
Data: 2019
Resumo: Esta tese tem como foco analisar a função social de um museu universitário brasileiro, Museu da UFRGS, investigando em sua trajetória biográfica, as práticas museológicas construídas de forma interdisciplinar no sentido de conectar e relacionar acervos, coleções e patrimônio cultural buscando a construção de uma política de gestão de museus e acervos na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Neste sentido, procurou-se compreender os processos museológicos, exposições e projetos, enquanto produtores de conexões e agenciamentos que possibilitaram, ao longo da trajetória do museu, a ressignificação de acervos, coleções e espaços de memória variados, conectando grupos e áreas de pesquisa interdisciplinares, levando à organização e articulação de uma rede de museus e acervos na UFRGS – REMAM. Em um primeiro momento foram estabelecidas as relações entre museus e universidades e discutidas as questões relativas aos museus universitários no Brasil. A seguir, a história da UFRGS foi investigada a partir de suas relações com os museus, coleções e com a museologia, destacando o contexto de criação do Museu da UFRGS. Na trajetória do museu e em suas práticas museológicas, investigaram-se as características interdisciplinares, a desvinculação de colecionismo e a proposta de trabalho em rede, destacando o perfil do museu como museu da universidade. Buscou-se também identificar e apresentar o formato de organização em rede, baseada nas premissas da museologia social, como proposta de contribuição para a construção de uma política de gestão do patrimônio cultural das universidades públicas brasileiras. Com base em pesquisa documental e bibliográfica embasadas em reflexões sobre memória, museologia social, museus universitários e organizações em rede, construiu-se a trajetória de um museu universitário, entendido enquanto instituição viva, em movimento e transformação.
This thesis focuses on analyzing the social function of a Brazilian university museum, UFRGS Museum, investigating in its biographical trajectory, the museological practices built in an interdisciplinary way to connect and relate collections, collections and cultural heritage seeking the construction of a political management of museums and collections at the Federal University of Rio Grande do Sul. In this sense, we sought to understand the museological processes, exhibitions and projects, as producers of connections and agencies that enabled, throughout the museum's trajectory, the resignification of collections. , collections and varied memory spaces, connecting interdisciplinary groups and research areas, leading to the organization and articulation of a network of museums and collections at UFRGS - REMAM. At first, the relationship between museums and universities was established and the issues related to university museums in Brazil were discussed. Next, the history of UFRGS was investigated from its relations with museums, collections and museology, highlighting the context of creation of the UFRGS Museum. In the museum's trajectory and its museological practices, the interdisciplinary characteristics, the disconnection of collections and the proposal of networking were investigated, highlighting the museum's profile as a university museum. We also sought to identify and present the network organization format, based on the premises of social museology, as a contribution proposal for the construction of a cultural heritage management policy of the Brazilian public universities. Based on documentary and bibliographical research based on reflections on memory, social museology, university museums and network organizations, the trajectory of a university museum was built, understood as a living institution, in movement and transformation.
Descrição: Orientação: Mario de Souza Chagas ; co-orientação: Maristela Simão
URI: http://hdl.handle.net/10437/10108
Aparece nas colecções:BIBLIOTECA - Teses de Doutoramento
Doutoramento em Museologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
LIGIA KETZER FAGUNDES FINAL COM JÚRI.pdfTese de Doutoramento4.21 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.