A atividade de marcar passo : uma abordagem à concentração das células vermelhas do sangue CCVS da região dorsal do pé humano

DSpace/Manakin Repository

A atividade de marcar passo : uma abordagem à concentração das células vermelhas do sangue CCVS da região dorsal do pé humano

Show full item record

Title: A atividade de marcar passo : uma abordagem à concentração das células vermelhas do sangue CCVS da região dorsal do pé humano;
The march in place activity : a view from the local concentration of red blood cells CRBC in the human foot dorsum
Author: Florindo, Margarida; Rodrigues, Luís Monteiro
Abstract: Os hábitos sedentários estão na origem das disfunções da microcirculação, embora tarefas simples possam atuar ativamente na prevenção. Este estudo tem como objetivo avaliar alterações na microcirculação utilizando espectroscopia de luz de polarização subsuperficial na região dorsal do pé, durante a atividade de marcar passo. Onze voluntários saudáveis (25,6±5,4 anos) de ambos os géneros com índice tornozelo-braquial normal (1,08±0,15) participaram neste estudo. O protocolo consistiu: um minuto em pé (fase 1); um minuto a marcar passo (fase 2) e um minuto de recuperação (fase 3). A CCVS foi avaliada com sonda Tissue Viability Imaging® System com resultados diferentes entre a fase 1 e a fase 2 (p=0.016) e sem alterações na fase 3 (p=0.113). A Fotopletismografia (FPG) revelou alterações quer na amplitude de onda (p=0.016) quer na frequência de pulso (p=0.005) na fase 3. Esses resultados podem ser explicados como uma resposta fisiológica ao movimento. Diferenças entre género foram encontradas nas fases 2 e 3 (p=0,011 e p=0,006), com maiores valores de CCVS nos homens. Simultaneamente, o gastrocnémio foi avaliado por eletromiografia de superfície (sEMG) com aumento significativo na fase 2 (p=0,003). No entanto, mais estudos são necessários para entender o comportamento da microcirculação durante a atividade.Sedentary habits are in the origin of microcirculation dysfunctions however simple tasks might act as active preventers. This study aims to evaluate potential changes in microcirculation by using subsurface polarisation light spectroscopy in human foot, while march in place. Eleven healthy volunteers (25.6 ± 5.4 years) of both sexes, normal ankle-brachial index (1.08 ± 0.15) participated in this study. The protocol consists of one minute in standing position (Phase 1); one minute of march in place (Phase 2), and one minute of recovery (Phase 3). The local CRBC was assessed by the Tissue Viability Imaging® System probe, detecting changes between Phase 1 and Phase 2 (p=0.016) but not for Phase 3 (p=0.113). Photoplethysmography (PPG) was also used, revealing significant changes in Phase 3 both for wave amplitude (p=0.016) and pulse rate (p=0.005). These findings can be explained as a physiological response to movement. Gender differences were found in Phases 2 and 3 (p=0.011 and p=0.006), with higher CRBC values in men. Simultaneously the gastrocnemius was evaluated using surface electromyography (sEMG) with significant increases observed in Phase 2 (p=0.003). Nevertheless, additional studies are needed to understand the behaviour of the microcirculation during physical activity.
Description: Biomedical and biopharmaceutical research : jornal de investigação biomédica e biofarmacêutica
URI: http://hdl.handle.net/10437/9837
Date: 2019


Files in this item

Files Size Format View Description
art7.pdf 428.6Kb PDF View/Open Artigo

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account