Fratrias desligadas, afetivas, hostis, equilibradas e Emaranhadas : relação com o desenvolvimento identitário e a sintomatologia ansiosa e depressiva na adultez emergente

DSpace/Manakin Repository

Fratrias desligadas, afetivas, hostis, equilibradas e Emaranhadas : relação com o desenvolvimento identitário e a sintomatologia ansiosa e depressiva na adultez emergente

Show full item record

Title: Fratrias desligadas, afetivas, hostis, equilibradas e Emaranhadas : relação com o desenvolvimento identitário e a sintomatologia ansiosa e depressiva na adultez emergente
Author: Neves, Jesmileyne Nethilay Assunção das
Abstract: A família e os subsistemas que integra, nomeadamente o fraternal, contribuem para a (in)adaptação ao longo do ciclo de vida. Este estudo quantitativo transversal, com recurso a uma amostra de 292 participantes com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos (M = 23.33, DP = 4.09), pretendeu: (a) explorar a relação entre o afeto e a hostilidade fraternal, os processos de desenvolvimento da identidade e a sintomatologia ansiosa e depressiva; (b) identificar as tipologias da qualidade das relações fraternais, a partir das dimensões afeto e hostilidade; e (c) analisar a associação entre as tipologias da qualidade das relações fraternais, os processos de desenvolvimento da identidade e a sintomatologia ansiosa e depressiva. Foram identificadas três tipologias da qualidade das relações fraternais, correspondentes a fratrias Afetivas, Conflituosas e Equilibradas. Os resultados mostram diferenças estatisticamente significativas em relação à sintomatologia ansiosa e aos processos de desenvolvimento da identidade, em função da tipologia fraternal. Especificamente, os resultados indicam níveis superiores de sintomatologia ansiosa e depressiva nas fratrias com relações conflituosas. São discutidas as implicações para a prática e para a literatura nas áreas da Psicologia da Família e da adultez emergente.Family and its subsystems, namely the fraternal, contribute to (in)adaptation through life. This quantitative cross-sectional study, using a sample of 292 individuals, aged between 18 and 30 (M = 23.33, SD = 4.09), intended to: (a) explore the relation between affection and sibling rivalry, processes of identity development and anxietydepressive symptoms; (b) identify the quality of siblings relationships based on affection and hostility; and (c) analyze the relation between the quality of siblings relationships, processes of identity development and anxiety-depressive symptoms. Three different quality of siblings relationships were identified, corresponding to affective, confrontational and balanced sibling relationships. Results show significant differences regarding anxiety symptoms and processes of identity development, depending on sibling relationship type. Specifically, results show higher levels of anxiety-depressive symptoms amongst confrontational siblings. Practical and theoretical considerations in the fields of Family Psychology and emerging adulthood are further discussed.
Description: Orientação: Ana Prioste
URI: http://hdl.handle.net/10437/9770
Date: 2019


Files in this item

Files Size Format View Description
Tese_Final_Completa -jesmileyne.pdf 455.2Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account