Validação psicométrica inical da coparenting: relationship scale para a população portuguesa

DSpace/Manakin Repository

Validação psicométrica inical da coparenting: relationship scale para a população portuguesa

Show full item record

Title: Validação psicométrica inical da coparenting: relationship scale para a população portuguesa
Author: Morais, Ana Filipa Bastiana
Abstract: A investigação recente tem vindo a salientar as diferenças interindividuais na coparentalidade entre pais, assim como a influência deste processo familiar na compreensão do ajustamento psicológico dos membros da família. No entanto, reduzidos instrumentos de avaliação da coparentalidade apresentam validade psicométrica. O presente estudo teve como objetivo adaptar e validar a Escala de Relação Coparental desenvolvida por Feinberg e colaboradores (ERC; Feinberg, Brown & Kan, 2012) para a população portuguesa. A versão original da medida avalia as 5 dimensões da coparentalidade do modelo ecológico da coparentalidade, através de 7 subescalas. Foi conduzido um estudo online de design transversal, no qual foi disponibilizado o protocolo de avaliação. O estudo foi composto por uma amostra de 548 mães numa relação íntima heterossexual e pelo menos um filho com o atual parceiro conjugal com uma idade máxima de 18 anos. Testada através de análise fatorial confirmatória, a solução fatorial final investigada apresentou um ajustamento satisfatório, o que sugere a validade de construto da ECR. A escala também apresentou coeficientes de consistência interna entre o satisfatório e o elevado em todas as subescalas e valores muito satisfatórios de validade convergente e divergente, obtidos através de análises correlacionais da ERC com outros construtos teoricamente selecionados. Os resultados dão suporte inicial à qualidade psicométrica da versão portuguesa da ERC, demonstrando preliminarmente que esta medida apresenta propriedades psicométricas que a permite ser utilizada em investigação.Recent research has noted the inter-individual differences in co-parenting between parents, as well as the influence in this familiar process in the comprehension of the psychological adjustment of family members. However, reduced evaluation instruments of co-parenting show psychometric validity. The aim of the present study was to adapt and validate the Co-parental Relationship Scale developed by Feinberg and colleagues (ERC; Feinberg, Brown & Kan, 2012) for the Portuguese population. The original version of the measure evaluates the 5 dimensions of co-parenting of the ecological model of co-parenting, through 7 sub-scales. An online study of transversal design was conducted, in which an evaluation protocol was provided. The study was composed by a sample of 548 mothers in an heterosexual intimate relationship and who had, at least, one child (with a maximum age of 18 years) from the current marital partner. Tested through a confirmatory factor analysis, the final factor solution investigated presented a satisfactory adjustment, which suggests the construct’s validity of ECR. The scale also presented coefficients of internal consistency between satisfactory and elevated in all sub-scales and very satisfactory values of convergent and divergent validity, obtained through correlational analysis of ERC with other constructs theoretically selected. The results give initial support to the psychometric quality of the Portuguese version of ERC, showing preliminarily that this measure presents psychometric properties which allow it to be used in investigation.
Description: Orientação: Diogo Lamela
URI: http://hdl.handle.net/10437/9125
Date: 2015


Files in this item

Files Size Format View Description
Temporario.pdf 12.34Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account