Expectativas e atitudes face à e-mental health : testando o modelo de aceitabilidade da intervenção psicológica online

DSpace/Manakin Repository

Expectativas e atitudes face à e-mental health : testando o modelo de aceitabilidade da intervenção psicológica online

Apresentar o registro completo

Título: Expectativas e atitudes face à e-mental health : testando o modelo de aceitabilidade da intervenção psicológica online
Autor: Coelho, Sara Filipa da Silva
Resumo: O presente estudo teve como objetivos examinar os preditores da aceitabilidade da Intervenção Psicológica Online (IPO) para a depressão e o efeito moderador das atitudes face à ajuda psicológica profissional na associação entre as atitudes face à IPO e a aceitabilidade da IPO numa amostra de adultos Portugueses. Método: A amostra foi constituída por 417 participantes dos quais 269 (64.5%) eram do sexo feminino e 147 (35.3%) do masculino. A média da idade foi de 27.09 anos (DP = 11.58). Resultados: O modelo final de regressão hierárquica para a predição da aceitabilidade da intervenção psicológica online para a depressão identificou como variáveis preditoras os sintomas depressivos, estigma pessoal da depressão, competência percebida na utilização de computadores, variáveis da TUAUT, atitudes face à IPO, atitudes face à ajuda psicológica profissional e os termos de interação como preditores. O modelo final explicou 57% da variância da aceitabilidade da intervenção psicológica online para a depressão. Foi também encontrado o efeito moderador das atitudes face à ajuda psicológica profissional na associação entre as atitudes face à IPO e a aceitabilidade da IPO. Conclusões: Todas as hipóteses foram confirmadas à exceção de uma, sugerindo que as variáveis atitudinais parecem contribuir para aceitabilidade da intervenção psicológica online. As implicações destes resultados e limitações do presente estudo foram discutidas.The present study aimed to examine the predictors of the acceptability of the Online Psychological Intervention for depression and the moderating effect of attitudes towards professional psychological help in the association between the attitudes towards the IPO and the acceptability of the IPO in a sample of Portuguese adults. Method: The study included 417 participants, of which 269 (64.5%) were woman and 147 (35.3%) were men and had a mean age of 27.09 years (SD = 11.58). Results: The final hierarchical regression model for the prediction of the acceptability of online psychological intervention for depression identified depressive symptoms, personal stigma of depression, perceived competence in the use of computers, TUAUT variables, attitudes towards IPO, professional psychological help and the terms of interaction as predictors. The final model explained 57% of the acceptability variance of online psychological intervention for depression. The moderating effect of attitudes towards professional psychological help was also found in the association between attitudes towards the IPO and the acceptability of the IPO. Conclusions: All hypotheses were confirmed except for one, suggesting that attitudinal variables seem to contribute to the acceptability of online psychological intervention. The implications of these results and limitations of the present study were also discussed.
Descrição: Orientação: Diogo Lamela
URI: http://hdl.handle.net/10437/8792
Data: 2017


Arquivos neste Item

Arquivos Tamanho Formato Visualizar Descrição
Dissertação-Sara-Coelho final.pdf 391.9Kb PDF Visualizar/Abrir Dissertação de Mestrado

Este Item aparece na(s) seguinte(s) Coleção(ções)

Apresentar o registro completo

Todo o Repositório


Pesquisa Avançada

Visualizar

Minha conta