Abordagem psicológica da idade da mudança e contexto laboral: o que farei eu com esta reforma?

DSpace/Manakin Repository

Abordagem psicológica da idade da mudança e contexto laboral: o que farei eu com esta reforma?

Show simple item record

dc.contributor.advisor Poiares, Carlos Alberto, orient.
dc.contributor.author Martins, José Miguel Costa Furtado
dc.date.accessioned 2017-01-06T11:09:57Z
dc.date.available 2017-01-06T11:09:57Z
dc.date.issued 2016
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/10437/7567
dc.description Orientação: Carlos Alberto Poiares pt
dc.description.abstract O presente estudo pretende contribuir para o conhecimento acerca das expetativas dos sujeitos face à reforma, por ser uma etapa muitas vezes desejada por diversos motivos, entre eles, o aumento do tempo disponível. Sendo este um tema relevante na sociedade hodierna, a reforma é um processo de transição significativo que acompanha a evolução do envelhecimento demográfico. Representada como uma mudança, a mesma comporta em si diversas alterações baseadas em ganhos e perdas, podendo ser vivenciada de forma diferente conforme as características pessoais de cada um. Junto de uma amostra de 139 sujeitos (N=98 – feminino; e N=41 – masculino), com idades compreendidas entre os 40 e os 68 anos, foram avaliadas, através de um questionário, as expectativas saudáveis do envelhecimento e as perspetivas da reforma como um processo ativo. Os principais resultados sugerem que os inquiridos relataram demonstrar uma perceção saudável do envelhecimento bem como demonstraram percecionar a reforma como um processo ativo. Neste sentido, confirmam-se as hipóteses em estudo. pt
dc.description.abstract The following study aims to contribute for the knowledge regarding the individual’s expectations concerning the retirement, for being a stage frequently desired by countless motifs, amongst these, the increase of available time. This being a relevant subject in modern society, the retirement is a noteworthy transition process that escorts the ageing demographic evolution. Being represented as a modification, it holds in it abundant alterations consolidated in gains and losses allowing each individual to experience it accordingly to one’s personal character. The ageing health expectations and the retirement perspectives as an active process were assessed based on a sample of 139 test subjects (N=98 – female; and N= 41 – male) aged between 40 and 68 years-old, by a form as research material. The main results suggest that the inquired have stated demonstrating a healthy perception of ageing as well as having demonstrated a perception of retirement as an active process. In this sense the odds in this assessment are confirmed. en
dc.format application/pdf
dc.language.iso por pt
dc.rights openAccess
dc.subject MESTRADO EM PSICOLOGIA FORENSE E EXCLUSÃO SOCIAL pt
dc.subject PSICOLOGIA pt
dc.subject REFORMA pt
dc.subject ENVELHECIMENTO pt
dc.subject MUDANÇA COMPORTAMENTAL pt
dc.subject PSYCHOLOGY en
dc.subject RETIREMENT en
dc.subject AGEING en
dc.subject BEHAVIOUR CHANGE en
dc.title Abordagem psicológica da idade da mudança e contexto laboral: o que farei eu com esta reforma? pt
dc.type masterThesis pt
dc.identifier.tid 201540711


Files in this item

Files Size Format View
Tese Completa - CD com júri.pdf 1.016Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account