A letra e o gesto : estruturas linguísticas em Língua Gestual Portuguesa e Língua Portuguesa

DSpace/Manakin Repository

A letra e o gesto : estruturas linguísticas em Língua Gestual Portuguesa e Língua Portuguesa

Show full item record

Title: A letra e o gesto : estruturas linguísticas em Língua Gestual Portuguesa e Língua Portuguesa
Author: Martins, Tânia Margarida Marques de Mendonça
Abstract: A Língua Gestual Portuguesa (LGP) é desde 1997, ano em que foi reconhecida na Constituição da Republica Portuguesa, a língua oficial da comunidade surda em Portugal. Esta língua manifesta-se como língua natural da pessoa surda sendo utilizada como forma de expressão e comunicação e produzida através de um canal espácio-visual. O contato entre a LGP e a Língua Portuguesa (LP), duas línguas supõe, necessariamente influências e contaminações linguísticas. Apesar de a Língua Gestual Portuguesa ser um idioma de modalidade espácio-visual e a Língua Portuguesa se codificar na oralidade, é frequente encontrar-se em produções escritas de pessoas Surdas, utilizadora da LGP, erros que resultam da interferência linguística. O objetivo deste trabalho é reflectir e aprofundar o conhecimento explícito e reflexivo da LGP, através de uma abordagem comparatista, aprofundando e investigando as competências metalinguísticas que os utilizadores têm como ferramenta de acesso ao conhecimento da sociedade alargada. Para isso, vamos procurar aferir as competências literácitas da pessoa surda, através da interpretação de um texto escrito e, num segundo momento, reflectimos sobre a estrutura linguística da LGP, sobretudo, na sua componente sintática e morfológica.In 1997, the Portuguese Sign Language (in Portuguese, Língua Gestual Portuguesa – LGP) was approved in the Constitution of the Portuguese Republic. Since then, it has been the official language of the deaf community in Portugal. The Portuguese Sign Language is the natural language of a deaf person. It is, therefore, a means of expressing himself/herself and a medium of communication that is produced through a spatial-visual channel. Contact between the Portuguese Sign Language and the Portuguese Language (in Portuguese, Língua Portuguesa - LP), two different languages, forcefully presupposes linguistic influences and interspersion between the two. Even though Portuguese Sign Language is a spatial-visual idiom and Portuguese Language is encoded in sounds, people with deafness who use the Portuguese Sign Language commonly make mistakes in their writings that result from a linguistic interference from both the languages. This work aims to consider and study the explicit and reflection-based knowledge of the Portuguese Sign Language. This will be through a comparative approach that will study and explore the meta-linguistic skills that signers have as a means to access the same knowledge of the broader society. For that reason, I will study the literacy skills of the person with deafness through his/her interpretation of a written text. Subsequently, I will examine the linguistic structure of the Portuguese Sign Language, especially its morphologic and syntactic components.
Description: Orientação : Augusto Deodato Guerreiro ; Co-orientação : Isabel Sofia Calvário Correia
URI: http://hdl.handle.net/10437/6215
Date: 2011


Files in this item

Files Size Format View
tese tania PDF.pdf 2.604Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account