Prevalência de Taenia pisiformis / Cysticercus pisiformis em três zonas de caça do Baixo Alentejo

DSpace/Manakin Repository

Prevalência de Taenia pisiformis / Cysticercus pisiformis em três zonas de caça do Baixo Alentejo

Show full item record

Title: Prevalência de Taenia pisiformis / Cysticercus pisiformis em três zonas de caça do Baixo Alentejo
Author: Contreiro, João Lança Máximo
Abstract: O complexo parasitário cisticerco / taenia pisiformis, afecta entre outros, a lebre (Lepus granatensis) como hospedeiro intermediário e cães domésticos (Canis lupus familiaris) e raposas (Vulpes vulpes silacea) como hospedeiros definitivos. O principal objectivo deste estudo visou determinar a prevalência de infecção por cisticercos pisiformis em lebres, assim como, a prevalência de infecção por T. pisiformis no cão e raposa em três zonas cinegéticas do Baixo Alentejo, Portugal. Para melhor entender o complexo cisiticerco / taenia pisiformis, pretendeu-se conhecer as principais estratégias antiparasitárias utilizadas pelos proprietários de cães de caça, bem como o destino dado às vísceras das lebres abatidas. As amostras (fezes, cisticercos e inquéritos) foram recolhidas em três áreas de caça do Baixo Alentejo, durante a época cinegética de 2011/2012, e posteriormente processadas nas instalações da FMV-ULHT. Os resultados da coprologia para pesquisa de ovos de Taenidae, através do método de Willis, em raposas e cães de caça foram de 33.3% e 0%, respectivamente. Na pesquisa de cisticercos pisiformis, obteve-se uma prevalência de 23,7% de lebres infectadas. Os resultados da investigação das principais estratégias profilácticas utilizadas pelos proprietários de cães de caça, demonstraram que todos os proprietários desparasitam os seus animais. Quanto ao procedimento adotado em relação às vísceras das lebres abatidas durante a caça, 76.9% dos inquiridos responderam que as deitam no lixo comum, sendo que 23,1% deixam as vísceras no campo. Segundo o presente estudo, o cão não terá um papel preponderante na disseminação desta parasitose. No entanto, no futuro o homem/caçador deve aumentar a sua instrução no que diz respeito a parasitoses que afectam cães e espécies cinegéticas, para que se proceda no sentido de diminuir o número de animais parasitados.The cysticercus / taenia pisiformis parasitic complex affects, among others, the hare (lepus granatensis), as an intermediate host, and domestic dogs (Canis lupus familiaris) and foxes (Vulpes vulpes silacea), as definitive hosts. The main objective of this study was to determine the prevalence of pisiformis cysticerci infection in hares, as well as the prevalence of the infection by T. pisiformis in dogs and foxes in three hunting areas of the Baixo Alentejo, Portugal. In order to a better understanding of the cysiticerci / taenia pisiformis complex, the major antiparasitic strategies used by the owners of hunting dogs, as well as the destination of the viscera of hunted hares were observed. The samples (feces, cysticerci and surveys) were collected in three hunting areas of the Baixo Alentejo, during the hunting season of 2011/2012, and later processed at the FMVULHT instalations. The results of the coprology for the search of taenidae eggs, using the method of Willis, in hunting dogs and foxes, were 33.3% and 0%, respectively. In the search for pisiformis cysticerci, we obtained a prevalence of 23.7% of infected hares. The research results of the main prophylactic strategies used by the owners of hunting dogs, demonstrated that all owners desparasite their animals. In what concerns to the viscera of hares killed while hunting, 76.9% of the respondents answered that the procedure adopted is to lie it in the trash, and 23.1% leave the guts in the field. According to this study, the dog will not have a major role in the spread of this disease. However, in the future, man / hunter should increase their statement in what regards to parasites affecting dogs and hunting species, in order to decrease the number of infected animals.
Description: Orientação : Pedro Faísca ; Co-orientação : Filipe Martinho
URI: http://hdl.handle.net/10437/5894
Date: 2014


Files in this item

Files Size Format View
TESE.pdf 1.776Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account