Caracterização e impacte de eventos adversos: quedas, infeções associadas a cuidados de saúde e úlceras de pressão numa unidade privada de cuidados continuados de convalescença

DSpace/Manakin Repository

Caracterização e impacte de eventos adversos: quedas, infeções associadas a cuidados de saúde e úlceras de pressão numa unidade privada de cuidados continuados de convalescença

Show full item record

Title: Caracterização e impacte de eventos adversos: quedas, infeções associadas a cuidados de saúde e úlceras de pressão numa unidade privada de cuidados continuados de convalescença
Author: Monteiro, Rafaela Mariama Barbosa da Silva
Abstract: Os eventos adversos, cuja taxa ronda 10%, são um problema de saúde pública que devem ser analisados e controlados. Os objetivos do estudo são caracterizar e avaliar o impacte dos Eventos Adversos numa unidade privada de cuidados continuados de convalescença, nomeadamente, Infeções Associadas a cuidados de Saúde, quedas e Úlceras por Pressão, ocorridos em 2012. Tratou-se de um estudo quantitativo, observacional, transversal, analítico e retrospetivo. A frequência dos EA’s foi de 44%. As IACS foram os mais frequentes (70%), na maioria infeções urinárias, os antibióticos foram prescritos sobretudo de forma empírica. As quedas representam 24% dos EA’s, ocorreram maioritariamente no quarto e WC, e sem lesões em 68% dos casos. As UP foram apenas 6% dos EA’s, localizavam-se principalmente nos calcanhares e região sagrada, e à data da alta estavam cicatrizadas ou melhoradas. As consequências de um EA foram moderadas em 78% dos casos e grave em apenas 3%. Os custos com material e medicação para tratamento de um EA foram mais elevados nas UP, contudo o tratamento das IACS consumiu mais recursos. Os doentes que sofreram EA’s tiveram mais dias de internamento do que os doentes que não sofreram EA’s, contudo não foi possível apurar os dias específicos de internamento por EA.Public health adverse events are a problem whose rate is around 10% that shoul d be analyzed and controlled. The aim of this study is to characterize and evaluate the impact of adverse events on a private continuous care unit associated to health care infections, falls, pressure ulcers occurred in 2012. This study was quantitative, o bservational, transversal, analytical and retrospective. The frequency of adverse events are 44%, of these 70% were associated to health care infections, the majority where urinary infections, treated with empirical prescribed antibiotics. Patients falls r epresented 24% of all adverse events which occurred mostly in their rooms or bathrooms 68% of times without lesions. Only 6% of adverse events were pressure ulcers primarily localized on the heal or sacral region, by the time of hospital discharge were hea led or in better condition. 78% of cases the consequence were moderate only 3 % were serious. The cost of materials and medications to treat adverse events were highest for pressure ulcers, but health care associated infections consumed more resources. Pa tients that suffered adverse events had more days of hospitalization than patients without adverse events, it was not possible to verify specific days of hospitalization of adverse events.
Description: Orientação: Paulo Sousa; co-orientação: Ana Bernardo
URI: http://hdl.handle.net/10437/5856
Date: 2014


Files in this item

Files Size Format View Description
rafaela-dissertaçao.pdf 1.191Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account