Desenvolvimento de um modelo experimental in vivo para a avaliação da capacidade protectora e/ou reparadora de formulações tópicas utilizadas na prevenção e tratamento da ferida cutânea

DSpace/Manakin Repository

Desenvolvimento de um modelo experimental in vivo para a avaliação da capacidade protectora e/ou reparadora de formulações tópicas utilizadas na prevenção e tratamento da ferida cutânea

Show full item record

Title: Desenvolvimento de um modelo experimental in vivo para a avaliação da capacidade protectora e/ou reparadora de formulações tópicas utilizadas na prevenção e tratamento da ferida cutânea;
Development of an experimental in vivo model of evaluation of the protective and/or repairing capacity of topical formulations used in the prevention and treatment of the cutaneous wound
Author: Pinto, Pedro Contreiras; Rodrigues, Luís Monteiro
Abstract: A utilização de substâncias tópicas na prevenção e tratamento da ferida cutânea impõem a existência de métodos in vivo que permitam estudar a capacidade protectora e reparadora destas formulações. O objectivo deste trabalho centra-se na definição de critérios experimentais que possibilitem concretizar cientificamente estes efeitos utilizando um micrométodo de lesão com Lauril Sulfato de Sódio (LSS). Estudaram-se duas formulações contendo Óxido de Zinco e Vitamina A em formas galénicas diferentes (spray e pomada), avaliando-se a capacidade de reparação e capacidade de protecção através da medição da Perda Trans-Epidérmica de Água (PTEA) e do grau de Eritema em 30 voluntários saudáveis. Definiram-se como critérios experimentais relevantes o tempo de recuperação da pele, a comparação com o controlo num end point estatístico e a correlação entre as variáveis medidas. A indução da lesão cutânea foi realizada através da aplicação de LSS a 1% durante 24H. O modelo experimental apresentado e os critérios propostos foram adequados para descrever a capacidade protectora e reparadora das formulações. Adicionalmente demonstrou-se o interesse de formulações contendo associações de Óxido de Zinco e Vitamina A na protecção e reparação da lesão cutânea.The use of topical substances for the prevention and treatment of the cutaneous wound imposes the existence of in vivo methods enabling the study of the protective and repairing capacity of these formulations. The purpose of this work is centered on the definition of experimental criteria that makes it possible to render these effects scientifically using a lesion micromethod with Sodium Lauryl Sulfate (SLS). Two formulations containing Zinc Oxide and Vitamin A in different galenic forms (spray and ointment), were studied, for their repairing and protective capacities expressed by the Trans Epidermal Water Loss (TEWL) and erythema in 30 healthy volunteers. The induction of the cutaneous lesion was accomplished through the application of 1% SLS during 24H. The defined relevant experimental criteria were the time of recovery of the skin, the comparison with a control in a statistical end point and the correlation between the measured variables. Results demonstrated that the presented experimental model and related criteria were appropriate to describe the protective and repairing capacity of the formulations. Additionally the interest of formulations containing associations of Zinc Oxide and Vitamin A were demonstrated in both protection and repairing of the in vivo cutaneous lesion.
Description: Revista Lusófona de Ciências e Tecnologias da Saúde
URI: http://hdl.handle.net/10437/441
Date: 2006


Files in this item

Files Size Format View
art_4.pdf 1.289Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account