Avaliação da leitura em crianças do 1.º ano do 1.º ciclo : estudo exploratório

DSpace/Manakin Repository

Avaliação da leitura em crianças do 1.º ano do 1.º ciclo : estudo exploratório

Show full item record

Title: Avaliação da leitura em crianças do 1.º ano do 1.º ciclo : estudo exploratório
Author: Sampaio, Sara Lúcia Condeço Gregório da Silva
Abstract: A leitura é a base da apreensão e compreensão de todas as matérias no início da vida escolar. O seu domínio e a sua aprendizagem bem sucedida, definem o êxito de um ser humano, ao longo de toda a sua vida profissional, afetiva e social. Por sua vez, o não domínio da leitura, nomeadamente na descodificação e compreensão de qualquer tipo de código escrito, condiciona toda a existência de um sujeito. Há muita investigação e trabalhos realizados nesta área, não havendo consenso entre os investigadores sobre o método mais eficaz no ensino da leitura, o fónico ou sintético, o global ou analítico, ou o misto. No entanto, antes de escolher o método o docente deve conhecer o seu grupo e as suas características para elaborar o seu próprio método de ensino da leitura, ou seja, deve retirar os traços mais importantes de cada método e aplicá-lo à sua turma, tendo em conta também a predisposição natural dos alunos para aprenderem. Dada a importância da leitura como competência, este estudo visou a compreensão das variáveis que interferem no processo eficaz de ensino da leitura, na fase inicial dessa aprendizagem, através da análise da metodologia e estratégias adotadas pelos professores, assim como a relação pedagógica, a organização/a gestão da sala de aula e o estudo dos contextos familiares. O estudo empírico ocorreu durante seis semanas, em duas escolas do 1.º Ciclo, em duas turmas do 1.º ano, sendo a amostra constituída por quatro alunos por turma, dois do sexo feminino e dois do sexo masculino. Foi solicitado aos professores que escolhessem entre os seus alunos, dois bons leitores e dois menos bons leitores. A recolha de dados fez-se a partir da análise da Ficha de Identificação do Aluno e da Escala de Graffar, preenchidas pelos encarregados de educação, dos registos obtidos nas entrevistas com os professores e alguns alunos, das observações das aulas e na avaliação da leitura de um texto. Esta recolha de dados foi registada em tabelas e em gráficos, que permitiram a análise dos resultados obtidos por cada grupo, nomeadamente no que diz respeito à precisão leitora e à velocidade. Desta análise não registamos grandes diferenças nos contextos familiares (na formação escolar dos pais, na sua profissão, no incentivo à leitura), nem no contexto da sala de aula (método, relação pedagógica, organização das aprendizagens no espaço e no tempo). As pequenas diferenças apontam para a figura do professor e para as dinâmicas e clima de sala de aula por ele criadas a que pode não estar alheio o método de iniciação à leitura adotado, hipóteses para futuras pesquisas.Reading is the base of the apprehension and comprehension of the subjects at the beginning of the school life. It’s domain and it’s well succeeded learning, sets the success of a human being throughout his professional, affective and social life. On the other hand, not being able to read, namely on the decoding and comprehension of any type of written code, impairs all of a subject existence. There is a lot of research and paper works carried through in this area, but there is no consensus between researchers about the more effective method of teaching reading, the phonic or synthetic, analytical or global or mixed. However, before choosing the method, the teacher must know his group and it’s characteristics to elaborate his own method of teaching reading, I mean, it should withdraw the most important features of which method and applied it to his class, also considering the natural predisposition of the students to learn. Given the importance of reading as a competence, this study aimed at understanding the variables that intervene most effectively in teaching reading, in the initial phase of that learning, trough the analysis of the methodology and adopted strategies by teachers as well as the pedagogical relationship, the organization/management of the classroom and the study of family contexts. The empirical study occurred during six weeks, at two 1st cycle schools, in two 1st year’s classes, the sample consisting in four students per class, two females and two males. Teachers were asked to choose, between their students, two good readers and two less good readers. The data recollection was made from the analysis of the student’s identification dorm and the Graffar Scale, filled by their «next of kin», from the records obtained in the interviews, with the teachers and students, from the classes observed, and from the evaluation of reading a text. This data recollection was recorded in tables and graphs, that allowed the analysis of the results obtained by each group, namely concerning about the reader precision and speed. From this analysis we have not found great differences in the familiar contexts (in the pertaining to school formation of the parents, in its profession, in the incentive to the reading) nor in the context of the classroom (method, pedagogical relation, organization of the learning). The small differences may point to the figure of the teacher and to the dynamic and climate of classroom created by him namely the strategy adopted for the initiation to the reading, hypotheses for future research.
Description: Orientação: Óscar C. de Sousa
URI: http://hdl.handle.net/10437/4087
Date: 2011


Files in this item

Files Size Format View
Dissertação.pdf 1.454Mb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account