Valores de trabalho, satisfação global com o trabalho e satisfação com a vida : um estudo exploratório das diferenças sócio-demográficas em institutos de saúde

DSpace/Manakin Repository

Valores de trabalho, satisfação global com o trabalho e satisfação com a vida : um estudo exploratório das diferenças sócio-demográficas em institutos de saúde

Show full item record

Title: Valores de trabalho, satisfação global com o trabalho e satisfação com a vida : um estudo exploratório das diferenças sócio-demográficas em institutos de saúde
Author: Pacheco, Joana Manuel Amorim Padrão
Abstract: Foram objetivos do presente estudo proceder à análise das relações entre Valores de trabalho, Satisfação no trabalho e Satisfação com a vida em profissionais do sector da saúde e perceber se dimensões como antiguidade na empresa, os anos de experiência e o número de organizações, função, definição de objetivos, avaliação do desempenho, idade, escolaridade, sexo e estado civil tinham um papel nas dimensões principais do estudo. Foi recolhida uma amostra de 214 profissionais da saúde, sendo 24% do sexo masculino e com idades entre 21 e 71 anos (M=40.06; DP=10.93). Foram utilizados os instrumentos WVS (Schwartz, 1994), QSGT (Hackman & Oldham, 1975) e SWLS (Diener, 1984). Os resultados mostraram que existe uma relação positiva entre a satisfação na vida e a satisfação no trabalho; que quanto mais elevados eram os valores de trabalho Poder, Realização, Hedonismo, Estimulação, Auto direção, Benevolência, Conformismo e Segurança, maior era a Satisfação no trabalho; que quanto mais elevados são os valores de trabalho Poder, Realização, Hedonismo, Estimulação, Auto direção, Universalismo, Benevolência, Tradição, Conformismo e Segurança maior era a Satisfação com a vida; e que existem diferenças entre sexos, idade, estado civil e escolaridade ao nível dos valores de trabalho. Contudo, apesar da satisfação com a vida ser influenciada pela satisfação no trabalho e pelos valores de trabalho, estas dimensões, por si só, não explicam fortemente a satisfação com a vida.The aims of this study were to analyze the relations between values of work, job satisfaction and satisfaction with life in health sector professionals and to realize if dimensions as seniority in the company, the years of experience, number of organizations, function, objectives definition, performance evaluation, age, education, sex and marital status had a role in the main dimensions of the study. Was collected a sample of 214 health professionals, being 24% male and aged between 21 and 71 years (M = 40.06; SD = 10.93). The instruments used were WVS (Schwartz, 1994), QSGT (Hackman & Oldham, 1975) and SWLS (Diener, 1984). The results showed that there is a positive relationship between life satisfaction and job satisfaction; the highest were the values of work power, Achievement, Hedonism, stimulation, Self direction, Benevolence, Conformism and security, greater satisfaction at work; the higher were the values of work power, Achievement, Hedonism, stimulation, Self direction, Universalism, Benevolence, Tradition, Conformity and Safety higher was satisfaction with life; and that there were found differences between sex, age, marital status and education at the level of working values. However, despite the satisfaction with life be influenced by satisfaction at work and by the values of work, these dimensions alone do not explain the satisfaction with life.
Description: Orientação : Maria da Conceição Couvaneiro ; co-orientação : José Luís Nascimento
URI: http://hdl.handle.net/10437/3512
Date: 2012


Files in this item

Files Size Format View
_Tese_FINAL_Joana Pacheco.pdf 576.0Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account