Fontes de pressão no emprego e seu potencial impacto na qualidade de vida de fisioterapeutas

DSpace/Manakin Repository

Fontes de pressão no emprego e seu potencial impacto na qualidade de vida de fisioterapeutas

Show full item record

Title: Fontes de pressão no emprego e seu potencial impacto na qualidade de vida de fisioterapeutas;
Sources of professional pressure and their potential impact of physiotherapist's quality of life
Author: Franco, Mário José Batista; Tavares, Elisa Pedro
Abstract: O objectivo deste artigo é demonstrar que as fontes de pressão no emprego podem ter um impacto potencial na qualidade de vida em fisioterapeutas. Para alcançar este objectivo recorreu-se a um tipo de investigação descritiva exploratória e transversal. Os instrumentos de recolha de dados utilizados foram a Escala SF-36 e a Escala de Fontes de Pressão no Emprego, cuja aplicação incidiu sobre 93 fisioterapeutas a exercerem funções em Hospitais portugueses. Neste estudo, verificou-se que as fontes de pressão no emprego têm um impacto na qualidade de vida (funcionamento físico, desempenho físico, dor corporal, saúde geral, vitalidade, função social, desempenho emocional e saúde mental) dos fisioterapeutas estudados. Os resultados obtidos e posteriores conclusões implicam ainda que se continue a dar mais atenção aos factores que podem interferir na qualidade de vida dos fisioterapeutas, para que estes possam prestar cuidados de saúde com qualidade.This paper aims to demonstrate that sources of professional pressure can have a potential impact on physiotherapists' quality of life. In order to achieve this objective, we used descriptive and exploratory research and a quantitative and cross-sectional approach. The instruments used in gathering data were the SF-36 scale and the scale of Sources of Professional Pressure. These instruments were applied to 93 physiotherapists working in Portuguese hospitals. In this study, it was found that sources of pressure at work interfere with the Quality of Life (physical function, physical performance, physical pain, general health, vitality, social function and emotional and mental health) of the physiotherapists studied. Obtained results and conclusions imply that further studies are needed to give more attention to predictive elements that might interfere with the quality of life of physiotherapists, to allow them to continue to provide quality health care.
URI: http://hdl.handle.net/10437/2232
Date: 2009


Files in this item

Files Size Format View
1086-3856-1-PB.pdf 236.8Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account