O circuito dos resíduos medicamentosos : uma questão de desenvolvimento e cidadania?

DSpace/Manakin Repository

O circuito dos resíduos medicamentosos : uma questão de desenvolvimento e cidadania?

Show full item record

Title: O circuito dos resíduos medicamentosos : uma questão de desenvolvimento e cidadania?;
Medical residues circuit : a question of development and citizenship?
Author: Reis, Henrique Manuel; Costa, Maria Teresa da
Abstract: Nalguns países, sendo Portugal um desses casos, o sistema de comercialização dos medicamentos, através das farmácias de comunidade, é baseado em embalagens, com diferentes quantidades, e não por sistema de dispensa individual. Aquele sistema conduz a um número significativo de medicamentos que são adquiridos em quantidades superiores às necessárias e, mesmo nos casos de antibióticos, nem sempre consumidos integralmente. Não pretendemos debater especificamente este tema, mas sim o facto de sabermos que, entre outras razões, temos aqui uma causa para que existam medicamentos fora de prazo, em número significativo, nas casas das famílias portuguesas. Trata-se de uma importante questão de âmbito económico e social, que pressupomos ter uma forte ligação com a atitude de cidadania e responsabilidade social que num país como o nosso se espera dos seus cidadãos.É que o tratamento dos resíduos medicamentosos é de grande acuidade para a saúde pública. Em Portugal existe uma empresa licenciada pelo Estado, que apresentamos, e cuja estrutura societária é integrada por entidades ligadas ao mercado do medicamento nas diversas vertentes do mesmo. Esta empresa, sem fins lucrativos, visa alertar a comunidade para a importância da recolha dos resíduos medicamentosos através das farmácias, de forma a utilizar o sistema de distribuição já existente no sentido inverso e preocupa-se em explicar a relevância de não se utilizarem os depósitos normais de outros tipos de lixo. Enquadrando o nosso estudo com referências ao desenvolvimento económico, cidadania e política ambiental, procuramos encontrar variáveis económicas e sociais que possam explicar a motivação dos cidadãos devolverem nas farmácias aqueles resíduos, bem como as Eventuais diferenças de comportamento entre munícipes de vários distritos.Ahipótese que pomos é a de estes comportamentos estarem directamente relacionados com desenvolvimento económico e social, sendo naturalmente expectável que tal possa ser considerado lógico. Este trabalho vem na sequência de um primeiro passo que deu início à investigação em causa.In some countries, namely Portugal, the medicaments sales system, through community pharmacies, is based on packaging and not on blisters system or unit selling. That system leads to a great number of outdated products remaining inside families' houses. Actually most of the medicaments are bought in quantities above real needs, even when doctors expect patients to consume the entire box, as happens with antibiotics. We don't intend to discuss the sales process of medicaments, but to pay attention to an important public health issue: the medicinal residues. This became an important economic and social question, connected with citizenship attitude and individual responsibility, because the treatment of this kind of waste must be very careful. Medicinal residues are an important question related with public health. On the other hand medicaments consumption and medicinal residues management are connected with environment and sustainability. Portugal has a company, owned by several structures linked to the medicaments market, concerning several perspectives, and licensed by the State, which promotes the importance of medicaments collecting near the pharmacies, using the existing distribution system, in the inverse way. They are also expected to explain why people shouldn't use the normal garbage channels. The framing of our work is the economic development issues as well the importance of a citizenship attitude. We also consider the Portuguese environmental policy and explain the role of the company referred above. We aim to find and analyse some variables that can explain the citizenship attitude giving back medicinal residues in pharmacies and the differences between municipalities concerning medicaments collecting. We put the hypothesis that this matter is connected with economic and social development, considering this can be expected as a logical hypothesis. This work is the second step of our investigation and we are still using simple statistics instruments.
URI: http://hdl.handle.net/10437/2130
Date: 2008


Files in this item

Files Size Format View
50-132-1-PB.pdf 455.0Kb PDF View/Open

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account