O in-store marketing e o in-store branding como formas de diferenciação da farmácia comunitária

DSpace/Manakin Repository

O in-store marketing e o in-store branding como formas de diferenciação da farmácia comunitária

Show full item record

Title: O in-store marketing e o in-store branding como formas de diferenciação da farmácia comunitária
Author: Garção, Ricardo José Rodrigues Andrade
Abstract: Este trabalho de natureza essencialmente monográfica teve como principal objectivo efectuar um levantamento das boas práticas da grande distribuição em matéria de in-store branding e in-store marketing passíveis de serem aplicadas à Farmácia Comunitária como forma de diferenciação. Paralelamente, foi realizado um inquérito a clientes de farmácia e parafarmácia numa tentativa de melhor compreender as suas preferências enquanto consumidores de ambos os espaços. Foi também conduzido um pequeno estudo com o objectivo de testar em duas farmácias a aplicabilidade dos conceitos abordados e quantificar o seu impacto. As equipas das farmácias foram envolvidas no processo e também inquiridas sobre as métricas a implementar. Considera-se que ambos os inquéritos foram profícuos na medida em que as respostas obtidas se encontram suficientemente alinhadas com as ilações retiradas da bibliografia analisada. Designadamente, conclui-se que o espaço de exposição das Farmácias é possivelmente sub-aproveitado, principalmente face às Parafarmácias, e que as equipas das farmácias recorrem sobretudo à intuição, e não a normas, na forma de colocar produtos em exposição. Relativamente ao estudo propriamente dito, apesar da modesta dimensão, considera-se que o objectivo foi conseguido na medida em que as acções levadas a cabo se traduziram em aumento de vendas dos produtos impactados.This thesis, of a mainly monographic nature, had as a main objective to gather relevant information on top retailer’s in-store marketing and in-store branding best practices which could be adapted to Community Pharmacies for differentiation purposes. Meanwhile, a survey of retail pharmacy clients was carried out in an attempt to improve our understanding of consumer preferences. A modest study was also conducted in two pharmacies to assess the application of the acquired concepts and to measure their impact in sales. Both pharmacies’ workers were involved in the process and inquired about the concepts as well. Both surveys were constructive seeing as the answers mostly coincided with the conclusions drawn from the literature. Specifically, it was concluded that the shelf-space of Community Pharmacies is likely underutilized, especially when compared to retail chainstores, and that the workers resort mostly to instinct when it comes to shelf-space allocation instead of standards. In regards to the study itself we can conclude, to some extent, that it was successful insofar as the intervention resulted in an increase in sales for the concerned products.
Description: Orientação: António Hipólito Aguiar
URI: http://hdl.handle.net/10437/9924
Date: 2019


Files in this item

Files Size Format View Description
Temporario.pdf 12.34Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account