Experiências de vitimação e saúde mental na adolescência: o papel mediador do coping

DSpace/Manakin Repository

Experiências de vitimação e saúde mental na adolescência: o papel mediador do coping

Show full item record

Title: Experiências de vitimação e saúde mental na adolescência: o papel mediador do coping
Author: Parisot, Cheila Sofia Silva
Abstract: A literatura centrada nas experiências de vitimação e, especificamente, na sua relação com a saúde mental tem-se centrado fundamentalmente no impacto negativo da violência, centrando-se menos no impacto que pode ter também no bem-estar das vítimas (Grych, Hamby & Banyard, 2015). Assim, importa compreender de que forma as experiências de violência podem comprometer a saúde mental das vítimas na adolescência e importa também identificar mecanismos que expliquem este processo. Então, o presente estudo visa estudar o papel mediador do coping na relação entre experiências de vitimação por parte dos pares na adolescência e a sua saúde mental. Participaram no presente estudo 228 adolescentes, com idades compreendidas entre os 12 e os 17 anos, maioritariamente do sexo feminino (66.7%). Os resultados sugerem que relativamente ao sexo dos participantes, os participantes do sexo masculino apresentam médias superiores na dimensão Aceitação de si e Humor. Já os participantes do sexo feminino apresentam médias superiores nas dimensões Crescimento Pessoal, Ansiedade e Depressão. Os resultados obtidos neste estudo sugerem o papel significativo do coping enquanto mecanismo explicativo do papel das experiências de vitimação e a saúde mental.The literature focusing on victimization experiences and, specifically, on their relationship to mental health has focused primarily on the negative impact of violence, focusing less on the impact it may also have on the well-being of victims (Grych, Hamby & Banyard, 2015). Thus, it is important to understand how the experiences of violence can compromise the mental health of adolescents during adolescence and to identify mechanisms that explain this process. So, the present study aims to study the mediating role of coping in the relationship between teenage experiences of victimization and their mental health. A total of 228 adolescents, aged between 12 and 17 years, participated in the present study, mainly female (66.7%). The results suggest that, in relation to the sex of the participants, the male participants presented higher averages in the dimension of Self-acceptance and Humor. On the other hand, the female participants present higher averages in the Personal Growth, Anxiety and Depression dimensions. The results obtained in this study suggest the significant role of coping as an explanatory mechanism for the role of victimization experiences and mental health.
Description: Orientação: Eunice Magalhães
URI: http://hdl.handle.net/10437/9470
Date: 2018


Files in this item

Files Size Format View Description
Dissertação_Cheila_Final-converted.pdf 545.1Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account