Vitimação por stalking : preditores da auto-perceção da violência sofrida

DSpace/Manakin Repository

Vitimação por stalking : preditores da auto-perceção da violência sofrida

Show full item record

Title: Vitimação por stalking : preditores da auto-perceção da violência sofrida
Author: Maganinho, Jéssica Filipa Silva
Abstract: O stalking é uma temática relativamente recente, principalmente no território nacional. Alguns investigadores revelam uma certa dificuldade em obter respostas claras e definitivas no que concerne a sua definição. É um fenómeno que se constrói numa vasta multiplicidade de condutas e encerra um espectro bastante diversificado e heterógeno de vítimas e perpetradores. As perceções relativamente a este fenómeno são consideradas incertas, podendo variar num contínuo de reações e emoções, sendo a auto-perceção um critério influenciador para o reconhecimento da experiência. O objetivo geral deste estudo é analisar os fatores preditores da auto-perceção da experiência de vitimação por stalking de acordo com a severidade, a frequência e a duração dos comportamentos de stalking sofridos, bem como, o tipo de relação vítima-stalker. Os resultados sugerem que cerca de metade da amostra experienciou pelo menos um comportamento. No entanto, alguns critérios revelaram-se determinantes para a auto-perceção da experiência como violenta, sendo que os sujeitos alvo de estratégias de perseguição e vigilância, aqueles que foram fotografados e/ou filmados sem autorização e aqueles que sofreram uma conduta mais reiterada revelaram maior probabilidade de se reconhecerem como vítimas deste tipo de conduta. Estes dados sugerem a necessidade de reflexão sobre a adequação do texto legal, recentemente aprovado no nosso país.Stalking is considered a relatively recent subject of study, particularly in the national territory. Some researchers reveal a certain difficulty in obtaining clear and definitive answers in order to create a definition. It is a phenomenon that require multiplicity of behaviors and contains a diverse and heterogeneous spectrum of victims and perpetrators. The perceptions regarding this phenomenon are considered uncertain, varying in a continuous of reactions and emotions, being the self-perception an influential criterion for the recognition of the experience. The aim of this study is to analyze the predictive factors of self-perception of stalking victim experience according to the severity, frequency and duration of stalking behaviors suffered, as well as the type of victim-stalker relationship. The results suggest that about half of the sample experienced at least one behavior. However, some criteria have proved to be determinant for the self-perception of the experience as violent, therefore those who experienced strategies of persecution and surveillance, being photographed and/or filmed without authorization and those who suffered more repetitive behavior were more likely to recognize themselves. as victims of this type of conduct. These data suggest the need to reflect on the adequacy of the legal text recently approved in our country.
Description: Orientação: Célia Isabel Lima Ferreira ; co-orientação: Carla Margarida Vieira Antunes
URI: http://hdl.handle.net/10437/9431
Date: 2018


Files in this item

Files Size Format View Description
Capa_Tese_DEZ_JéssicaMaganinho.pdf 592.4Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account