Reabilitação neurocognitiva com recurso a realidade virtual em doentes com a perturbação do uso de álcool

DSpace/Manakin Repository

Reabilitação neurocognitiva com recurso a realidade virtual em doentes com a perturbação do uso de álcool

Show full item record

Title: Reabilitação neurocognitiva com recurso a realidade virtual em doentes com a perturbação do uso de álcool
Author: Matias, Marcelo Alexandre Cabaça
Abstract: Existem cerca de 2 mil milhões de pessoas que consomem bebidas alcoólicas sendo que destas 76,3 milhões possuem problemas derivados ao consumo de álcool. O consumo excessivo de álcool está associado a diversas doenças. A Perturbação do Uso do Álcool (PUA) tem impacto a nível cognitivo, traduzindo-se em deficiências no funcionamento do lobo frontal, especialmente nas funções executivas. Entre os modelos de tratamento destaca-se o Modelo de Minnesota que se baseia numa abordagem multidisciplinar. De forma a auxiliar na recuperação cognitiva dos doentes é essencial realizar estimulação cognitiva, nesse aspeto, destaca-se a Realidade Virtual (RV), uma vez que oferece mais vantagens que os métodos tradicionais de estimulação de papel e lápis, onde entre outas, se evidencia a repetição e a validade ecológica. Este estudo compreende uma amostra de 16 doentes de ambos sexos, em regime de internamento, que foram divididos em dois grupos, o grupo experimental que realizou o tratamento na instituição e realizou um programa de estimulação cognitiva através de RV (PEC) e grupo controlo que apenas realizou o tratamento. Foram aplicadas provas neuropsicológicas a ambos os grupos no início e no fim do tratamento de forma a inferir a eficácia do PEC. Foram encontradas melhorias significativas a nível cognitivo, concretamente na atenção, memória, velocidade de processamento, processamento e habilidades visuoespaciais entre os gruposThere are around 2 billion people who consume alcohol and 76.3 million of these people have problems derived from alcohol consumption. Excessive consumption of alcohol is associated with several diseases. Alcohol Use Disorder (PUA) has a cognitive impact, specifically on deficits in frontal lobe functioning, especially in executive functions. Among the treatment models, highlight the Minnesota Model, which is based on a multidisciplinary approach. In order to aid in the cognitive recovery of patients it is essential to perform cognitive stimulation, in this aspect, Virtual Reality (VR) stands out, since it offers more advantages than the traditional methods of stimulation of paper and pencil, where among others, highlights the repetition and ecological validity. This study comprised a sample of 16 patients of both sexes, hospitalized, who were divided into two groups, the experimental group that underwent treatment at the institution and performed a cognitive stimulation program through VR (PEC) and control group that only performed the treatment. Neuropsychological tests were applied to both groups at baseline and at the end of treatment in order to infer the efficacy of the PEC. Significant improvements were found between the groups at the cognitive level, namely attention, memory, processing speed, processing and visuospatial abilities.
Description: Orientação : Pedro Gamito ; co-orientação: Jorge Oliveira
URI: http://hdl.handle.net/10437/9398
Date: 2018


Files in this item

Files Size Format View Description
Marcelo Matias 21600494.pdf 4.203Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account