Arquitectura saudável

DSpace/Manakin Repository

Arquitectura saudável

Show simple item record

dc.contributor.advisor Quintino, Guilherme Manuel Torres Leotte, orient.
dc.contributor.author Espinha, Mário Liberto Arez da Silva Barradas
dc.date.accessioned 2018-12-14T18:45:48Z
dc.date.available 2018-12-14T18:45:48Z
dc.date.issued 2011
dc.identifier.uri http://hdl.handle.net/10437/9246
dc.description Orientação: Guilherme Manuel Torres Leotte Quintino pt
dc.description.abstract Após concluída a licenciatura em estudos gerais em arquitectura, propus-me a estágio em mestrado integrado num atelier em Odiáxere pertencente ao arquitecto Vítor Vilhena da Costa, licenciado pela Universidade Lusíada de Lisboa em 1997, fazendo parte da Ordem dos Arquitectos com o número 7197/s. O atelier é constituído por dois arquitectos, um desenhador, uma administrativa e uma arquitecta estagiária. O estágio resulta num projecto de um edifício de residências assistidas em saúde. O desafio inicial passa pelo estudo aprofundado dos utentes que irão recorrer a este tipo de edifício. Procurar os motivos de necessidade bem como os aspectos que têm em comum; assim como as suas necessidades físicas e psicológicas. Pretende-se assim compreender a sociedade em que vivem essas pessoas, como poderá este tipo de conceito ir ao encontro das necessidades da população idosa. Um edifício com um conceito recente necessita de um programa bem definido. De seguida foi feito um estudo para ser compreendido a morfologia do terreno alvo; e também foi recolhida informação referente às suas condicionantes físicas e visuais. Tratando-se de um edifício de utilização permanente foi concebido uma apurada sintetização de uma tipologia habitacional, com todos os requisitos que necessita no âmbito de saúde. Este conceito de residências assistidas é constituído por todo um conjunto de oferta de produtos ou seja, os seus utentes terão acompanhamento diário ao nível físico e psicológico e derivando de tais necessidades o edifício terá áreas de consultas diárias, salas de massagens e ginásios e também farmácia permanente. Um edifício a esta escala tem uma zona de atendimento e administração, assim como salas de pessoal; e por outro lado zonas de apoio como cozinha, refeitório e lavandaria. Propõe-se assim com a execução deste conceito novo de edifício satisfazer o público que o procura; satisfação no campo físico e também psicológico. Pretende-se que seja um edifício racionalista sempre ao nível das necessidades diárias dos seus utentes, e onde os seus funcionários consigam fluir na execução das suas tarefas. pt
dc.format application/pdf
dc.language.iso por pt
dc.rights openAccess
dc.subject MESTRADO INTEGRADO EM ARQUITETURA pt
dc.subject ARQUITETURA pt
dc.subject PROJETOS ARQUITETÓNICOS pt
dc.subject IDOSOS pt
dc.subject ARCHITECTURE en
dc.subject ARCHITECTURE PROJECTS en
dc.subject ELDERLY en
dc.subject LARES DE IDOSOS pt
dc.subject RETIREMENT HOMES en
dc.title Arquitectura saudável pt
dc.type masterThesis pt
dc.identifier.tid 201132303 pt


Files in this item

Files Size Format View Description
Dissertação Mário Espinha RECIL.pdf 63.34Mb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account