De armazém a museu - projeto de reconversão da Real Companhia Vinícola : o tratamento da térmica em espaços museológicos

DSpace/Manakin Repository

De armazém a museu - projeto de reconversão da Real Companhia Vinícola : o tratamento da térmica em espaços museológicos

Show full item record

Title: De armazém a museu - projeto de reconversão da Real Companhia Vinícola : o tratamento da térmica em espaços museológicos
Author: Pichel, Marta Rita Soares
Abstract: Esta dissertação tem por base o projeto de Recuperação da Real Companhia Vinícola para Museu, e tem como problemática mostrar se são necessárias todas as infraestruturas de térmica utilizadas em projetos deste tipo. Trata-se de uma intervenção num complexo fabril do século XIX, classificado como Monumento de Interesse Público, com características arquitetónicas importantes a preservar. Através do estudo da térmica, de decretos-lei e bibliografia sobre inércia higroscópica pretende-se entender como os museus evoluíram no tratamento desta problemática e mostrar se são necessárias as infraestruturas utilizadas atualmente. No seguimento do estudo sobre térmica, analisam-se duas obras do Arquiteto Eduardo Souto Moura, a Reconversão do Convento de Santa Maria do Bouro e a Remodelação e valorização do Museu Grão Vasco como exemplos no tratamento desta problemática. Por fim, apresenta-se o projeto de Reconversão da Real Companhia Vinícola e com base no estudo elaborado nesta dissertação, conclui-se que poderiam ser prescindidas algumas das infraestruturas projetadas. Os sistemas ativos, mecânicos, utilizados poderiam ser substituídos por sistemas passivos para garantir o clima adequado a cada sala do Museu. Com esta dissertação comprova-se que um museu deve ser projetado e tratado termicamente em função dos acervos que poderá conter, e não em função do conforto térmico.This dissertation is based on the project of recovery of Real Companhia Vinícola into a Museum, and the problematic is to show if all thermal infrastructures are needed in projects of this type. It is an Intervention in a factory complex of nineteenth century classified as monument of public interest, with architectural characteristics that is important preserving. Through study of thermal, decrees -law and bibliography about Inertia hygroscopic we want understand how museums have progressed in treatment of this problem and show if are required all the infrastructures currently used. Following the study of thermal, we analyze two works by Architect Eduardo Souto Moura, the Conversion of the Convent of Santa Maria do Bouro and Refurbishment and Upgrading of the Grão Vasco Museum as examples in treating this problematic. At last, we present the project of Recovery of Real Companhia Vinícola and based in the study conducted in this thesis, we concluded that could be waived some of the projected infrastructure. Assets systems, mechanical, could be replaced for passive systems to ensure adequate climate to each room of the museum. With this dissertation, we demonstrates that a museum should be projected and thermally treated in function of the Archives that may contain, and not in function of Thermal Comfort.
Description: Orientação: João Carlos dos Santos
URI: http://hdl.handle.net/10437/9161
Date: 2014


Files in this item

Files Size Format View Description
Temporario02.pdf 53.95Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account