Adaptação e validação da escala de exposição à violência em crianças (VEX-R) para a população portuguesa

DSpace/Manakin Repository

Adaptação e validação da escala de exposição à violência em crianças (VEX-R) para a população portuguesa

Show full item record

Title: Adaptação e validação da escala de exposição à violência em crianças (VEX-R) para a população portuguesa
Author: Sousa, Bárbara Sofia Freitas
Abstract: Este estudo teve como objetivo adaptar para a população portuguesa a escala de exposição à violência para crianças “Violence Exposure Scale for Children Revise” – VEX-R- versão de Fox & Leavitt (1995). Esta é uma escala de autorrelato que avalia a vitimação e exposição de crianças à violência doméstica. Para além da VEX-R foi também usado um questionário sociodemográfico para avaliação de variáveis sociais e demográficas dos participantes. O plano de estudo foi retrospetivo e transversal e a avaliação num único momento. A amostra foi constituída por 120 crianças sinalizadas como vítimas de violência doméstica, com idades compreendidas entre os 4 e os 10 anos. Das crianças avaliadas 55,8% habitavam em casas de abrigo ou lugares similares, e 44,2% viviam em casa com o agressor. Os dados obtidos foram submetidos a análise fatorial confirmatória e de avaliação de consistência interna das escalas e subescalas. Os resultados obtidos revelaram bons índices de ajustamento, após respecificação do modelo a partir de índices de modificação, e um alfa de cronbach para a escala global de .88, revelando uma boa consistência interna. Para além disso, os resultados da nossa amostra revelaram que 99,2% das crianças avaliadas foram de alguma forma expostas a algum tipo de violência.The purpose of this study was to adapt for the Portuguese population the scale of exposure to violence for children “Violence Exposure Scale for Children Revise” – VEXR- version of Fox & Leavitt (1995). This is a self-report scale which evaluates the victimization and the exposure of children to domestic violence. Besides the VEX-R, it was also used a socio-demographic questionnaire to evaluate the social and demographic variables of the participants. The plan of the study was retrospective and transversal and the evaluation was made in a single moment. The sample consisted of 120 children identified as victims of domestic violence, aged between 4 and 10 years old. 55,8% of these children lived in foster homes or similar places and 44,2% lived at home together with the aggressor. The data obtained were subjected to confirmatory factor analysis and evaluation of internal consistency of the scales and subscales. The results obtained showed good adjustment indicators and a Cronbach’s alpha to the global scale of .88, revealing a good internal consistency. Furthermore the results of our sample showed that 99,2% of the above children were somehow exposed to any type of violence.
Description: Orientação: Ricardo José Martins Pinto ; co-orientação: Inês Martins Jondenelen
URI: http://hdl.handle.net/10437/9127
Date: 2015


Files in this item

Files Size Format View Description
Temporario.pdf 12.34Kb PDF View/Open Dissertação de Mestrado

This item appears in the following Collection(s)

Show full item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account